Dublinia - um museu viking

/

A Bia já tinha me chamado pra ir no museu na semana passada, mas por conta das correias pra encontrar casa, ir na escola, não tinha rolado. Fomos no sábado à tarde, finalmente.

Esse museu chama Dublinia. Ele fica perto da Christ Church em D8, tem meio que um portal lindo na rua que já te deixa no clima medieval. O Dublinia é um museu Medieval e Viking, conta a história dos vikings que se estabeleceram aqui, o que faziam, o que comiam, como viviam. A entrada de adulto custa €7.50 e estudante paga €6.50.


No primeiro andar você aprende sobre o dia-a-dia dos vikings e um pouco da sua história: saíram da Escandinávia e vieram parar aqui. Chegaram no rio Liffey, que na época era mais escuro e foi apelidado de "piscina negra" (Dubh Linn, em gaélico), e o local acabou sendo abrigo das tempestades que eles estavam acostumados nos mares do norte. Fora que o clima e o acesso à floresta fez da Irlanda um lugar ideal pra eles acamparem e se estabelecerem.


Eles invadiam cidades, roubavam as coisas, roubavam pessoas pra vender como escravos e achei até interessante essa nota sobre a palavra "slave" (escravo em inglês):


Dá pra entrar numa cabana que simula como era uma cabana viking, dá pra ver o que eles comiam, dá pra ver os acessórios e roupas que eles utilizavam, dá pra ver até como eram os banheiros:


Uma das partes mais interessantes foi ver as runas - alfabeto que eles utilizavam - e algumas palavras do inglês que tem influência viking! Eu sabia que a Irlanda tinha influência viking nos sobrenomes e até nomes de lugares, mas não imaginava que palavras da língua inglesa também.



No segundo andar, tem um lance mais histórico: você acompanha as doenças que matavam as pessoas na época, os banhos (ou falta deles, na verdade), como limpavam os dentes, como se divertiam nos festivais... dá até pra sentir o cheiro de alguns temperos utilizados no comércio. Nesse andar dá pra ler um pouco sobre o papel da religião na época e como eram as punições de crimes também.




No terceiro e último andar, você basicamente vê como arqueólogos trabalham. Tipo, achei essa parte interessante mas bem mais técnica e menos divertida. Tem várias simulações de escavações, como eles catalogam objetos e fósseis encontrados (no caso, aqui na Irlanda e principalmente em Dublin) e como laboratórios de arqueologia e pesquisas do tipo funcionam. Tem uns mapas e recortes de jornais antigos também. É meio que: olha, tudo que você aprendeu sobre os vikings até agora veio de pesquisas como estas simuladas neste terceiro andar. Aqui é o único lugar em que fotos não são permitidas.

Adorei conhecer o Dublinia. Lembrei muito do meu irmão, que adora Tolkien e essas coisas medievais. :)


Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top