Filmes irlandeses #3: The Young Offenders

/

Ressuscitando uma categoria praticamente morta desse blog! Apesar de já ter falado sobre filmes irlandeses nesse postnesse post, nesse post, nesse post e nesse post aqui, no ano passado eu nem cheguei perto do assunto. A verdade é que eu mal assisti filmes no ano passado - viajamos bastante, trabalhamos bastante, e no tempo que sobrava, a gente assistia à séries. Eu não estabeleci nenhuma meta do tipo "quero ver mais filmes em 2018", mas se as oportunidades foram surgindo, vamos aproveitando, não é mesmo?

Uns meses atrás eu tava dando uma aula pra uns adolescentes sobre filmes irlandeses - eu não havia preparado nada daquela aula eu mesma, só estava seguindo o programa sugerido pela escola. No entanto, não resisti em adicionar uns toques diferentes e abri uma lista do IMDB com os alunos em sala com os filmes irlandeses mais bem cotados e... o mais bem cotado da lista era um tal de "The Young Offenders". Achei estranho, nunca tinha ouvido falar desse filme e esperava algo como "Michael Collins" ou algo histórico/sobre a guerra entre Irlanda e Irlanda do Norte.

Uns dias depois, estou com o R. na temida netflix hour, quando tentávamos decidir que filme assistir no sábado à noite. Apareceu a sugestão de "The Young Offenders" e na hora o R. disse que precisávamos ver, que ele tinha ouvido dizer que era bem engraçado, autêntico e tal. E lá fomos nós.


Com neve e tudo!

/

Eu tenho vários posts sobre o clima aqui na Irlanda, mas eles são todos antigos. O fato é que eu falava com muito mais entusiamo e interesse pelo clima nos primeiros anos em que cheguei aqui. Cinco anos depois, é natural esse encantamento com as estações e suas mudanças passar. Quer dizer, até fevereiro desse ano.

Rolavam boatos fortíssimos de que nevaria na Irlanda. "Neve como no famoso inverno de 2010", eles diziam. Uma tal de frente fria, a Beast from the East, chegaria na Irlanda e causaria estragos. Tavam até falando que não ia rolar sair de casa, toque de recolher meeesmo.

Eu, conhecendo um pouco essas previsões do tempo irlandesas, estava super desconfiada. Afinal de contas, quem não lembra do estardalhaço que fizeram na época da tempestade/furacão que passaria por aqui que no fim não foi tão ruim quanto previam? A minha desconfiança era tanta que fiz uma aposta com o R. de que não nevaria nada, prometi aos alunos que nos veríamos novamente no dia seguinte e... bem, eu estava errada.

E que bom que eu estava errada!

neve irlanda 2018

Primeiras impressões: sudeste asiático

/

Nós voltamos de viagem semana passada e estou assim, uma mistura de sentimentos. Muito feliz em ter tido essa experiência incrível de viajar pra um lugar tão diferente, mas muito feliz em estar de volta depois de 6 semanas fora. Fiquei pensando com meus botões e eu não ficava assim de férias, sem trabalhar, desde que era criança. Ora, trabalho desde os 17 então nunca tive tanto tempo de férias assim!

E se por um lado tô animada e ansiosa de colocar tudo "no papel", organizar as fotos, começar a postar e contar da viagem aqui, por outro não sei bem como começar. A verdade é que vimos, fizemos e vivenciamos muita coisa, e ao longo da viagem até fui fazendo algumas poucas anotações, mas confesso que muito pouco. Vou ter que confiar na memória mesmo!

Além disso, a verdade é que esse blog nunca foi um blog de viagem propriamente dito. Não ganho dinheiro com esse espaço, que hoje é nada mais do que um diário virtual, como os blogs de raiz se propunham a ser, não é mesmo? Apesar de aqui haver muitas dicas de viagem e principalmente muita coisa sobre viver na Irlanda, eu nunca quis que isso fosse uma revista virtual, algo impessoal, com informações secas. O blog é pra mim mesma. E também é pra compartilhar o que eu quero compartilhar: coisas bacanas, experiências, viagens, divagações... mas só isso.

sudeste asiatico dicas

Como organizamos nossa viagem pro sudeste asiático

/

Quando decidimos fazer essa grande viagem pela Ásia, sabíamos que precisaríamos de muito tempo pra planejar tudo com muita calma e cuidado. Apesar de termos tido a ideia de passar 6 semanas inteiras perambulando pelo continente, tínhamos plena consciência de tentar aproveitar tudo o máximo possível, já que não saberíamos (e nem sabemos!) a próxima vez que vamos pra lá.

Então tudo exigiu muito preparo, pesquisa, leitura de guias e blogs, mais pesquisa e claro, juntar dinheiro! Pelas nossas pesquisas iniciais, vimos que teríamos um gasto de mais ou menos 50 dólares pros dois por dia - nos países mais baratos, claro. Esse valor incluiria acomodação simples, então por cima, 6 semanas de viagem, que daria no total 42 dias, custaria em torno de 2 mil euros pros dois. Aí colocando as passagens e vôos internos, arrendondamos isso pra uns 4 mil - 2 mil euros pra cada.

Pode parecer uma puta grana, mas 2 mil euros pra uma viagem de 42 dias passando por 8 países pra mim é um preço muito, muito bom. Então o negócio foi começar a juntar dinheiro com esse fim em mente e ajustei minha contribuição pra minha poupança e comecei a juntar uns 200 euros por mês só pensando nessa viagem.

Links Legais #12

/

Essa categoria do blog ainda não morreu! Continuo salvando links legais e quando lembro, junto tudo aqui e compartilho. Nessa era de informações rápidas e redes sociais e tal, acho bacana tentar dividir as coisas interessantes e bacanas que encontramos por aí, não é verdade? Sempre acho coisas legais nesse tipo de post em outros blogs!

Como sempre, por categorias:

Língua


Humanos já falavam há 1,9 milhão de anos -  Biologia ou cultura? Esse artigo fala sobre um linguista que desafia as ideias do famosíssimo (pelo menos na área!) Chomsky de que nós não nascemos com a capacidade de falar, com tudo instalado no cérebro. Interessante demais!

Sudeste asiático: onde? como? por quê?

/

Tudo começou láááá em fevereiro/março de 2017. Eu e R. tínhamos muita vontade de fazer uma viagem grande antes de pensar em casar, comprar uma casa ou fazer qualquer outra coisa assim, grande na vida de um casal. E meu sonho sempre foi conhecer a Austrália, R. também adoraria conhecer e começamos a brincar com a possibilidade de juntar dinheiro por um ano e ir em março de 2018.

Começamos nossas pesquisas e ficamos com alguns roteiros em mente: ir pra Sydney, voar pra Melbourne, fazer isso e aquilo... quantos dias dá? quanto vamos gastar? onde nos hospedaremos? Quanto mais líamos sobre o lugar, mais ficávamos com a sensação de que essa seria uma viagem extremamente cara e que em um ano não conseguiríamos juntar dinheiro pra ir.

A ideia ficou meio adormecida até um dia pensarmos em, ao invés de Austrália, viajar pra Ásia. Na verdade, quando fomos pra Bósnia ficamos super fascinados com ver uma cultura tão diferente da europeia - afinal de contas, a cidade que visitamos lá, Mostar, é super européia e muçulmana ao mesmo tempo. Além disso, eu sigo muitos instagrams de viagem e sempre tem gente viajando pelo mundo todo e por algum motivo, sugeri ao R. de irmos pra Ásia e ficamos muito apaixonados com a ideia dos templos em Myanmar, praias na Tailândia, caos do Vietnã... e aí que resolvemos deixar a Austrália pra lá. Ela continuará lá e um dia ainda vamos conhecer, mas quem sabe quando a situação financeira estiver melhor?

A Ásia seria uma viagem interessante por vários motivos:

Fonte
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top