Money que é good nóis (quase) num have

/

Eu planejei o intercâmbio há meses, juntei dinheiro a mais, enfim, fui mais cuidadosa do que sou de costume porque sair de casa pra morar fora é coisa séria e demanda dinheiro e planejamento.

Aí eu cheguei na Irlanda com dinheiro a menos, por conta de uma passagem que comprei em Istambul (fui burra, já aprendi a lição, mas estou no processo de reaver a grana, vamos ver) e por conta disso, tive que economizar ainda mais nos primeiros dias aqui.

Só que mesmo economizando, a gente gasta. Gasta com edredon, lençol, depósito, aluguel, passagem de ônibus... quando menos percebe, o dinheiro foi embora, você ainda não tem conta no banco, não pode gastar dos 3 mil que trouxe exigidos pela imigração pra tirar o visto e tá quase pedindo socorro pra sua mãe.

Já percebi que a Irlanda gosta de me trollar de vez em quando. Todo mundo que conheço que chegou na mesma semana que eu JÁ ESTÁ PRESTES A TIRAR O VISTO e eu aqui, esperando o cartão da conta no banco chegar.... mas ele chegou!

Finalmente dei sequência ao burocrático processo de me legalizar aqui. Tinha aberto conta na ooooutra semana e tava esperando o cartão e a senha chegarem. Depois de ter os dois em mãos, você vai no banco depositar o seu suado dinheirinho. Fui numa agência próxima de casa, bem menor do aquela onde abri a conta, lá no centro. Ao invés de porta giratória, como no Brasil, são duas portas: somente após a primeira fechar é que você consegue abrir a segunda, ficando "preso" no espaço entre as duas portas por alguns segundos.

Chegando lá, fui toda simpática e sorridente pro atendente pra pedir o número da minha conta pra fazer o depósito, já que ele não vem no cartão, em lugar nenhum. Levei uma bela de uma resposta bem grossa dizendo que eu não precisava no número da conta, que era só colocar o cartão na máquina e depositar. Ok, insisti que queria o número da conta mesmo assim, e ele me deu.

Fui até o caixa eletrônico, coloquei o cartão na máquina, digitei a senha e cliquei pra fazer o depósito. Que emoção! Você coloca o dinheiro numa saída na máquina, tudo junto, mas só pode colocar junto se for a mesma nota. Aí a máquina faz um barulho de contagem, mostra o valor pra confirmar, você dá ok e ela imprime o seu comprovante! Pronto, menos uma etapa no processo de obtenção do visto.



No dia seguinte fui ao banco pedir um extrato (pois é, você tem que pedir no caixa e esperar chegar pelo correio). Ao mesmo tempo, precisa pedir pra escola sua carta do visto, pois eles te dão uma cópia e mandam outra pro escritório da imigração. Com a carta e o extrato que chegar pelo correio em mãos, é só encarar a longa espera (conheço gente que ficou mais de 7 horas) na imigração e pegar o seu visto de estudante!
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top