Cinemateca #1 - onde eu moro/já morei

/

Você deve lembrar, se lê o blog com frequência, que eu comentei aqui e ali de alguns projetos pro Barbaridades esse ano. Well, well, well, o Cinemateca é um deles!

O que rolou? A Lidia do Na terra da lua virada leu o meu post de desafio de filmes pra 2015 e surtou de empolgação, querendo fazer alguma blogagem coletiva relacionada a filmes. Como eu adoro arrumar uma sarna pra me coçar e comecei o ano nessa vibe cinema, não hesitei. Chamamos algumas amigas e criamos o Cinemateca.




Meu irlandês falando português

/

Antes de mais nada, eu queria dizer uma coisa: esse post tá pra ser escrito há muito, muito, muuuito tempo. Tipo assim, de comecinho de namoro com o R., sabe?

Se você não lê o blog há muito tempo, tchô explicar: o R. é meu namorado. E ele é irlandês.

Não que isso seja um big deal, porque não é. Já falei sobre isso aqui no blog: pra mim ele é o meu R., não importa se irlandês ou brasileiro... (mas não vou mentir que o charme irlandês me conquistou).

Bem, o R., assim como eu, gosta de aprender novos idiomas. Ele fala um pouco de irlandês, alemão e agora italiano, já que sua vó é siciliana e ele quis se aproximar mais de suas raízes ao aprender a língua. Esse foi um ponto em comum que tivemos logo de cara, porque eu também estudo italiano, apesar de não ter raiz nenhuma.

Logo no início do namoro eu ensinei palavras aqui e ali em português, que ele sempre tentou reproduzir com o maior cuidado - ele sempre demonstrou muito respeito e interesse pela minha lígua. Mas gente, desculpa, eu sou professora. Não vou deixar o meu gringo abrir a boca pra falar português e soar muito... gringo. Não dá! Sempre peguei no pé da pronúncia dele e o som nasal, aquele do ÃO, demorou meeeeses pra sair certo. Mas esse mérito não é meu não - é dele, que foi procurar vídeos no youtube de professores brasileiros explicando a pronúncia correta.

Esse é o 500º post!!!

/

Não sei nem como fala esse número no título - fui pesquisar só pra confirmar e não falar besteira - quingentésimo post! Caramba, meu!

Quem diria que o Barbaridades, que começou tímido e raivoso com um post-desabafo sobre a profissão ia se tornar no Barbaridades que dá dicas de lugares na Irlanda, faz reflexões sobre morar fora e se mete a falar de seriados e filmes de vez em quando?

Em maio de 2013 escrevi um post de comemoração ao 100º post - de lá pra cá foram mais quatrocentos, ou seja: está comprovado que a Irlanda me inspira a escrever. Demais! São 4, 5 postagens semanais desde que cheguei aqui. Haja história pra contar!


Alguns dados interessantes:

Posts populares

33 perguntas (e respostas)

/

Eu sei que tenho falado de uns assuntos diferentes ultimamente, mas nem só de Irlanda vive a Bárbara, né?

Tenho vontade de abrir os horizontes, falar de assuntos que me interessam e participar de tags e blogagens coletivas - vi esse post de perguntas e respostas no blog da Marcela e resolvi copiar (a ideia ela tirou daqui). Vamos nos distrair um pouquinho?

Por que você costumava levar bronca quando criança?
Não lembro, sério. Acho que porque queria ficar lá em baixo no pátio brincando com as crianças que moravam no condomínio e não chegava "cedo" em casa.

Qual foi a última vez em que você saiu sem rumo?
No meu terceiro dia de Irlanda - tava uma puta chuva, mas eu não sabia que o era chuvinha ou chuvona pros padrões irlandeses e pensei: se for depender da chuva, vou deixar de fazer tudo aqui, então bóra se molhar! Saí andando sem rumo e acabei conhecendo um pouco mais do centro nesse dia.

Três objetivos para seu futuro?
Melhorar minhas fotos, falar italiano num nível avançado e fazer outra pós-gradução/mestrado.

Links legais #2

/

Meu primeiro post de links legais foi ao ar em dezembro - eu tinha colecionado coisas legais que vi na internet nas semanas anteriores e resolvi compartilhar. Como achei que a ideia foi bacana, resolvi manter essa "coluna" pra esse ano!

IRLANDA

  • Post da Bethânia sobre os tipos de ônibus de/para o aeroporto de Dublin - muito útil!
http://umtempofora.com/2015/01/17/aeroporto-de-dublin-centro-e-vice-versa/

  • O Fragata Surprise veio com posts de viagem sobre a Irlanda recentemente e eu amei ler sobre os Cliffs of Moher com os olhos de quem veio a turista. Vale a leitura!
http://www.fragatasurprise.com/2015/01/melhor-que-miragem-beleza-acachapante.html

Eu nos cliffs - junho de 2013

O combo irlandês

/

Inverno, finalmente, você chegou!

A estação mais gostosa do ano ia acabar e você achou que eu não falaria nada a respeito? Bem...

Até o começo desse ano as temperaturas estavam amenas e o Natal foi muito tranquilo com as temperaturas. Pra mim, que tinha esperança de um White Christmas só sobrou um ventinho gelado no fim do dia.

Depois que voltei de Barcelona, dia 5 de janeiro, notei que as coisas estavam diferentes. Percebo que está mais frio se sinto necessidade de usar luvas quando não estou pedalando e cachecol no pescoço também - não deu outra: o pior do inverno estava pra chegar.

Mas antes, meu sonho de ver neve caindo do céu, ainda que por pouco tempo, foi realizado! Numa tarde muito fria e parada (sem absolutamente nenhum vento nem chuva), notei pequenos pedaços de gelo caindo quando fui buscar o J. na escola por volta das 1h30pm. Durou pouco e passou. Só que algumas horas depois esse gelo virou neve, neve de verdade! Neve de deixar o carro branquinho. Encapotei os meninos e brincamos de atirar neve no quintal de casa. Foi demais!


Dois patinhos na lagoa

/

Dia 20 de janeiro - o dia em que completo 22 meses de Irlanda. Isso mesmo, já são quase 2 anos morando na ilha!

O que rolou na minha vida do dia 20/12 pra cá? Bom, passei o Natal em Cork mais uma vez, fiz compras no Stephen's Day, dei uma passadinha em Cobh, passei o Ano Novo em Dublin pela primeira vez e recebi a Bia aqui em casa por uns dias! Viajamos, juntamente com o Rick, pra Barcelona (os posts vão sair!) e recebi o resultado do CPE (aquela prova de Cambridge que venho falando no blog deeeesde setembro), que além de ter sido foi positivo, foi SUPER positivo, já que passei com um belo de um A!

O ano não poderia ter começado melhor!

Uma prévia de Barça...

A última parada do Titanic - Cobh, no condado de Cork

/

Se você lê meu blog há um tempinho, já deve ter notado que eu adoro a história do Titanic.

Vi o filme milhares de vezes quando criança e fiquei doida no museu em Belfast. Mas eu já sabia que tinha mais um lugar na Irlanda relacionado ao navio - inclusive descobri essa informação quando visitei um museu em Cork - quem lembra?

Este lugar se chama Cobh (lê-se Cove), uma cidadezinha de 10 mil pessoas na costa do condado de Cork. Foi lá que o Titanic fez sua última parada antes de cruzar o Atlântico - na época a cidade se chamava Queenstown. Aliás, um parênteses: a cidade chamava Cobh, mas quando a rainha Elizabeth visitou a Irlanda renomearam a cidade em homenagem à ela (oi?). Aí nos anos 20 mudaram pra Cobh novamente...

cobh no condado de cork, irlanda

Boys will be boys vs Girlie girls

/

Me disseram que cuidar de menino era diferente de cuidar de menina. E puta merda, é mesmo. Não é pior nem melhor, mas bem diferente.

A começar pela parte física: eles me empurram, me batem sem querer, pulam em cima de mim sem o menor pudor, gritam e se exaltam, enquanto as meninas no máximo puxavam o meu cabelo, sabe? Em compensação, eu sinto que eles são mais carinhosos - o J. principalmente. Ele vive me elogiando ("you look very pretty today, Barbra!") e abraçando.

E as brincadeiras? É lego, carrinho, corrida doida (correr pela casa sem fim), bag guys (eles começam a dizer um pro outro: "bad guys, bad guys, emergency, emerency" e correm pra lá e pra cá ~matando~ os bad guys), super heróis, etc. No entanto, eles são crianças pequenas e também tem momentos fofinhos, quando ficam fazendo voz mais fina pros bichinhos de pelúcia e tal. Aliás, é mó engraçado quando eu assumo a voz do brinquedo/ursinho de pelúcia e eles conversam com o mesmo como se ele fosse real - é fofo demais!

Batman e macaquinho!

Stephen's Day (se segura pra não gastar tudo!)

/

Boxing Day é um feriado comemorado em alguns lugares no mundo no dia 26 de dezembro - ele surgiu porque tradicionalmente os criados e empregos recebiam presentes chamados de Christmas boxes de seus empregadores e chefes. Isso é só uma teoria, mas o fato é que em países católicos, o dia 26 de dezembro é dia de Saint Stephen. Por isso você vê o pessoal na Irlanda se referindo à data como Stephen's Day e no Reino Unido como Boxing Day.

Com o passar do tempo, outras tradições foram se associando ao Boxing Day: entrega de presentes a familiares mais afastados; saldos nas lojas; etc. (retirado daqui).

E gente, esse negócio de saldos nas lojas é muito sério aqui.

Sabe o Black Friday nos EUA? Então, aqui é o Stephen's Day. É meio que o começo da grande liquidação de inverno - os descontos começam nesse dia e vão até janeiro. E são descontos de verdade, coisa de 30, 50 e até 75% off dos preços originais. Coisa que você sabe que custava X e que agora custa X - 50%, sabe?

Como passei o Natal em Cork (e ano retrasado não tive cabeça pra pensar em promoção pelo tanto de coisa que aconteceu na minha vida), resolvi bater uma perna pelo centro e conferir essas tais promoções. É ruim sair pra andar em lugar desconhecido - quer dizer, já estive várias vezes em Cork mas nunca andando pra lá e pra cá, né? R. me deu uma carona e me deixou lá sozinha mesmo (ninguém merece fazer compra com namorado! RISOS).

Uma desculpa pra mais fotos (de Bruxelas)

/

Só passamos dois dias na capital belga, mas como era minha primeira vez usando minha lente nova, tirei muuuuitas fotos. Não postei tudo nos posts anteriores porque as pessoas enjoariam, mas é que eu não me aguentei! Tem cada coisa linda em Bruxelas que me senti na obrigação de postar mais algumas fotos. Pra não ficar aleatório demais, escolhei 7 fotos e 7 motivos pra visitar a cidade no inverno.

7) O clima. Bruxelas tem um clima parecido com o daqui. O guia no walking tour comentou que chovia bastante, aquela garoa chata, sabe? Eu sei que ninguém gosta de frio e chuva quando tá viajando, mas se você é um pouquinho parecido comigo, vai adorar colocar um casaco e cachecol (finalmente sem passar calor!) e passear pela cidade.


CPE - o resultado

/

A data do resultado do CPE tava pra sair no dia 23 de janeiro. Eu, de curiosa, fui olhar no site esses dias e nada. Engraçado que até um amigo veio me chamar no chat do facebook pra perguntar do resultado e falei pra ele que ainda ia demorar umas duas semanas.

Aí na última sexta eu acordei e fui checar minha caixa eletrônica, como de costume. E qual foi a minha surpresa ao ver que tinha um email dizendo que o resultado da prova já tinha saído? Como eu havia me cadastrado no site de Cambridge, recebi a notificação.

Já tremendo e suando (foi automático, comecei a suar na hora!), cliquei no link. Eu tava no celular, meu celular é lento e a página tava demorando pra abrir.... e abriu.

O resultado? O resultado foi esse aqui:

Desafio: filmes pra 2015

/

Uma das minhas resoluções pra 2015 é assistir mais filmes. Eu vi pouquíssimos no ano passado e fiquei frustrada porque adoro cinema e sempre vi tanta coisa!

Aí um dia desses, lutando contra o vento pedalando de volta do trabalho, uma lampadinha acendeu - uma ideia pra me forçar a ver mais filmes e filmes de certa forma relevantes! Resolvi me dar o desafio de ver 4 filmes de algum cineasta específico por mês. Sendo assim, serão 12 cineastas, 48 filmes. Sem contar os filmes que eventualmente verei no cinema, filmes que o R. me indicou (ele tem uma lista de filmes pra mim desde quando começamos a namorar e mesmo depois de todo esse tempo não chegamos a ver nem 1/3 da lista), filmes que me interessarem no caminho. Ou seja, os dias em 2015 terão que ter muito mais de 24 horas pra eu dar conta de tudo isso!

Eu já tinha alguns diretores em mente - alguns que só conheço de nome, outros que só vi um ou outro filme. Separei esses nomes e com a ajuda do google, achei blogs com posts de 10 melhores diretores ou coisa parecida que me ajudaram também.

Sendo assim, a lista, em ordem alfabética, será:

O grande átomo e a mini Europa (ainda em Bruxelas)

/

No nosso segundo dia em Bruxelas deixamos pra fazer os passeios mais afastados do centro da cidade - fizemos check-out no hotel umas 10 da manhã e pegamos o ônibus pro centro. De lá, um trem até a estação Heizel (dá uns 20 minutos, se não me engano).

A primeira parada foi o Atomium, aquele átomo gigante lindão. Eu não imaginava que ele fosse tão grande! O legal é que dentro das suas esferas há exposições e coisas pra ver, por isso encaramos a fila pra comprar o ingresso (aproveitamos o compramos o ingresso pra nossa segunda atração do dia, o Mini-Europe, que aliás, quebrou meu cofrinho: 23 euros! OUCH!). É muito caro, mas a gente tava confiante que valeria a pena. Well...


Novo projeto: 7 on 7

/

Eu comecei 2015 cheia de ideias pra manter o blog vivo e o projeto 7 on 7 é uma delas. Eu já tinha visto esse projeto (só que chamado 6 on 6) no blog da Taís e adorei.

Esquematizei tudo com a Carol e juntas recrutamos mais 5 pessoas pra participar. Funciona assim: durante 7 meses postaremos, todo dia 7, 7 fotos sobre um tema específico que combinaremos com antecedência. São 7 blogueiras que vivem em países diferentes e a ideia é justamente fazer uma blogagem coletiva sobre o mesmo assunto e acho que vai ser muito legal!

Além de mim, que obviamente falarei de Dublin/Irlanda, teremos:

Os símbolos de Bruxelas

/

Ainda no primeiro dia em Bruxelas (se você ainda não viu o primeiro post, clica aqui).

Após o walking tour, resolvemos provar as famosas batata-fritas belgas. Siiiim, porque as french fries não são francesas e sim da Bélgica. Aparentemente soldados americanos chamaram as batatas de "francesas" porque também se fala francês na Bélgica e cêis sabem como é a fama dos americanos, né? hahaha.



SÍMBOLO #1: BATATAS-FRITAS

As frites (fr)/frieten (hol) são muito populares por lá. Você vê várias barraquinhas e pequenos negócios bombando de turistas fazendo fiiiiilas pra comer as batatas. A gente foi num local chamado Georgette, indicação do guia do walking tour. A fila demorou um pouco (e naquela altura do campeonato já estávamos mortos de fome!), mas valeu a pena, viu? Primeiro porque não foi caro. Segundo porque, como manda a tradição, você come as fritas com molho e nós escolhemos um molho chamado Brazil só a título de curiosidade. Não é que o trem era bom? Parecia molho de estrogonofe. Sucesso!

Um final-de-semana em Bruxelas

/

Eu já queria ter ido pra Bruxelas no feriado de outubro mas não rolou. Aí, conversando com um amigo, ele me deu a ideia de comemorar meu aniversário de uma maneira especial, passeando com o R. pra algum lugar bacana. Pesquisei passagens e Bruxelas tava baratinho demais: compramos! E foi assim que passei um final-de-semana na capital da Bélgica e da Europa.

Sim, da Europa, bem. É que Bruxelas é a sede da União Européia! Além de saber um pouco mais sobre o país em si, eu tava doida pra provar a verdadeira batata-frita, chocolates e waffles - mas eu só penso em comer, né?

Foi difícil achar acomodação barata e no centro, infelizmente. Tentamos hostel, hotel, AirbnB e nada encaixava no orçamento - o jeito foi ficar num hotel bem longe do centro - mas com a condição que não ficaríamos indo e vindo, porque só fomos pro hotel fazer check in no fim do primeiro dia e fizemos check out na manhã seguinte, ou seja, ficamos pela cidade com mochila nas costas o tempo todo.


Ano Novo em Dublin

/

No ano passado eu comemorei a virada de ano em Praga com minha mãe e irmão. Este ano o plano era comemorar em Dublin, já que a Bia chegaria do Brasil (\o/) no dia 31!

Massss, eu já sabia que aqui não tem nada de muito especial no Reveillon (que aqui eles não chamam de Reveillon!), porque o negócio deles é Natal. Geralmente as pessoas fazem uma house party com amigos e família ou vão pro pub beber - os irlandeses adooooram uma desculpa pra ir no pub beber, né? Bom, sabendo dessas condições, resolvi colocar um pouquinho de brasilidade no meu Ano Novo irlandês: tive a ideia de fazer uma ceia com amigos e depois irmos pro centro ~curtir a noite~ dublinense.

Obviamente eu nunca cozinhei pra mais de duas ou três pessoas, muito menos uma ceia de Ano Novo! Já fui pedir ajuda dos universitários (tia, pai do R. e google: obrigada!) e munida de todos os ingredientes, começamos a cozinhar no dia 31 à tarde.

Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top