Cinemateca #1 - onde eu moro/já morei

/

Você deve lembrar, se lê o blog com frequência, que eu comentei aqui e ali de alguns projetos pro Barbaridades esse ano. Well, well, well, o Cinemateca é um deles!

O que rolou? A Lidia do Na terra da lua virada leu o meu post de desafio de filmes pra 2015 e surtou de empolgação, querendo fazer alguma blogagem coletiva relacionada a filmes. Como eu adoro arrumar uma sarna pra me coçar e comecei o ano nessa vibe cinema, não hesitei. Chamamos algumas amigas e criamos o Cinemateca.




Como vai funcionar? No último dia do mês postaremos resenha/opiniões/comentários de um ou mais filmes relacionados ao tema escolhido daquele mês. Pra começar acabamos escolhendo filmes que se passam na região onde já moramos ou moramos atualmente.

Eu podia ter escolhido "Once", um dos meus filmes preferidos e coincidentemente irlandês, gravado em Dublin e tudo mais. Masssss, como achei que isso seria trapacear (já que já vi esse filme várias vezes), pesquisei alguns outros filmes que tinham Dublin como pano de fundo e aproveitei um título que já estava na lista que o R. tem de filmes que ele quer que eu veja/que vejamos juntos.

O filme se chama "My Left Foot", lançado em 1989, dirigido por Jim Sheridan e estrelado por Daniel Day-Lewis.




A história foca em Christy Brown, que nasceu com um tipo de paralisia cerebral e que mesmo assim tornou-se escritor e pintor. Como? Usando o pé esquerdo.

Pois é. Os primeiros minutos mostram a infância de Christy sem se comunicar com os familiares, ficando meio à margem das conversas, mas sempre tratado com carinho pela mãe e irmãos. Em poucos minutos o personagem se desenvolve e logo vemos Christy mais velho, já interpretado pelo Daniel Day-Lewis, que ganhou o Oscar de Melhor Ator por esse papel.


O filme começa com alguns pontos centrais de Dublin - quem reconhece esse?

A primeira vez que ouvi falar da performance dele nesse filme foi quando li sobre a atuação de Eddie Redmayne em "The theory of everything" (ele interpreta ninguém mais ninguém menos que Stephen Hawking). Por conta do trabalho físico que envolveu esse personagem, muita gente na internet tava fazendo comparação com o Daniel em "My left foot". E de fato, ambos fazem um trabalho fenomenal.

A dicção, os movimentos duros, os ombros caídos... é simplesmente tão bem-feito que não dá pra acreditar que o ator não tem nenhuma paralisia cerebral. Aliás, a fala dele fica bem complicada de acompanhar, portanto uma legendinha é até bem-vinda.




O que eu achei do filme? Gostei e não gostei. O elenco é muito bom (e a atriz que interpreta a mãe de Christy também ganhou Oscar de Melhor Atriz no mesmo ano) e toda a dinâmica da família é muito bacana de se ver na tela, mas alguma coisa ali não me desceu direito. Não sei o que exatamente, mas achei o filme um pouco pesado em alguns momentos, um pouco forçado em outros. Os diálogos acabam compensando as pequenas falhas, mas de forma geral, eu recomendaria esse filme. Não só pela incrível história do Christy e pela atuação do Daniel, mas também porque Dublin aparece um pouquinho no início do filme e porque dá pra ter uma boa noção de como eram as famílias católicas irlandesas nos idos dos anos 50, 60 e como seria uma comunidade numa região menos favorecida aqui em Dublin.


A dedicação da mãe ao filho no filme é realmente linda de se ver!


SPOILERS: depois do filme fui ler mais sobre o artista original e fiquei bem triste ao saber que ele não teve o final feliz que o filme sugere - não vou dar detalhes, mas pra quem tem interesse, pode ler aqui.

------------------------------

Confira as postagens das outras participantes!

Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top