Museu de Artes e História

/

Dublin tem várias atrações de graça e tô tentando aproveitar todas enquando mofo em casa procuro emprego. O dinheiro tá curto e a paciência também, portanto, bóra procurar coisas pra fazer na cidade.

Há várias sugestões pelo google afora mas sem querer parecer arrogante ou coisa do tipo, já fiz quase todas - não sobrou museu nem nada (DE GRAÇA) que eu ainda não tenha feito. Sendo assim, as opções ficam mais restritas, mas não é que ainda tinha um lugar super perto de casa que eu ainda não tinha visitado?

Aqui em Dublin há vários museus nacionais de graça e um deles é esse - o de Artes Decorativas e História. Ele fica pertinho da parada Museum do Luas e é bem grande. Se eu soubesse, teria ido mais cedo pra dar tempo de ver todos os andares, mas fiquei devendo o 3º.


Começamos pelo primeiro andar e a sala dos curadores, que contém objetos variados relacionados à Irlanda - vestuário, taças, taco de hurling, instrumentos musicais e etc:







Numa outra sala desse mesmo andar, vários objetos decorativos vindos de várias partes do mundo - lindas xícaras, instrumentos musicais, facas, armas, entre outros.




Uma coisa bacana dessa sala é que há alguns computadores onde você pode fazer pesquisas bem específicas do tipo: quero ver os objetos dessa sala que são de antes de Cristo. Agora quero ver objetos que vem do lugar X. Agora quero consultar objetos parecidos, etc, etc. Muito bom!



Dessa sala descemos pra ver a exposição mais histórica, sobre as guerras na Irlanda e que envolveram a Irlanda.

Não imaginei que a exposição fosse tão completa: são diversas salas que contam muito sobre a longa história que esse país possui, além dos objetos, vestuário, fotos e outros artefatos que fizeram parte de guerras e lutas.

Sem dúvida a sessão que mais nos interessou foi a sessão sobre o 1916 Rising, que já mencionei tanto aqui no blog. Há algumas curiosidades interessantes, como o climão de insegurança que se instaurou durante a Guerra Civil após o Rising e como as pessoas podiam aparentar ser o que não eram:







Depois dá até pra se vestir como guerreiros e capitães irlandeses!



Como eu disse, ainda faltou visitar o 3º andar e ler com calma os detalhes do saguão que falava sobre a participação da Irlanda em missões de paz em outros países. É muita coisa pra ler e não tem jeito, por mais que você esteja interessado, depois de quase duas horas absorvendo informação o cérebro precisa de uma pausa. O museu já estava fechando mas caía uma chuva torrencial lá fora. Tentamos esperar ela passar, mas já que ela não ia embora, minha flatmate pegou o Luas e eu vim pedalando - fazia tempo que não pedalava num temporal desse! A roupa ficou enxarcadíssima e eu totalmente destruída, mas pelo menos tava vindo pra casa, né? E nem preciso dizer que assim que eu chegava, a chuva parou. TROLLAGEM 100%.
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top