+ Galway

/

Nas primeiras horas em que estive em Galway, conheci a praia de Salthill, que fica muito próxima ao centro. Não tinha areia, mas o local é bem agradável e tinha muita gente caminhando e andando de bicicleta no calçadão. Além disso, na área tem vários restaurantes e comércio bem ativo, além de um cassino e um fliperama - na verdade, aqueles lugares que tem todo o tipo de jogo e máquina (lembra daquelas que você coloca a moeda e tenta pegar o ursinho?!) e eu e o R. nos divertimos muito jogando air hockey e sendo clichês e tirando fotos naquelas cabines.


salthill




No mesmo quarteirão fica o Atlantaquaria, aquário nacional da Irlanda. Eu queria ir pois só conheço o aquário de natal e ele é pequeno. A entrada foi uns 9 euros pra estudante e você pode ficar o dia inteiro se quiser, ir e voltar livremente. Tem um guia que explica sobre as espécies mas achamos melhor ir no nosso tempo e vendo tudo com calma. 




Tem tanque de água, dá pra passar a mão nas raias, tem submarino e um monte de coisas que você só encontra nas profundezas do oceano: estrelas-do-mar, caranguejos, peixes coloridos, plantas diferentes, etc.




aquário em galway


No segundo andar tem o esqueleto de uma baleia, além de exposição de desenhos infantis, informações sobre a vida marinha na Irlanda e outros lugares do mundo e um espaço cheio de estrelas-do-mar onde você pode tocá-las. Que sensação esquisita! Consegui fazer um vídeo com a lente macro pra ver as bichinhas de perto:




Depois do aquário fizemos todo o rolê que comentei aqui e ficamos no Museu de Galway até ele fechar. Não havíamos almoçado e estávamos com fome, quando avistamos um café super fofo na esquina:




O local é uma gracinha e tinha mó cara de "casa da vovó", sabe? Resolvemos entrar, ainda mais depois de ver o aviso engraçadinho na porta. 




Gente, que lugar fofo. Nunca estive num lugar tão fofo na minha vida. A decoração era toda bonitinha, com várias xícaras lindas, potes lindos, jarras lindas, toalhas de mesa lindas... Até os guardanapos eram lindos! E o açúcar... Em cubinhos! Own!




Na verdade ali não era um café e sim uma casa de chá. O menu de chás era enorme e fiquei muito na dúvida do que escolher e acabei indo de "morning tea" - tinha um cheiro maravilhoso e um gostinho de manga sensacionais! O lanche tava delicioso também é a sopa idem. Que lugar fofo e gostoso!

Andamos pela Quay Street e Shop Street, famosas pelos restaurantes lojas respectivamente e de lá seguimos pra o Kennedy Park, uma praça enorme onde encontramos o Browne Doorway e a galera deitada na grama aproveitando o fim de tarde. 



centro de galway


Eu ainda queria conhecer a tal de Medieval Galway que o Rick insistiu que o conhecesse. Não achávamos a tal rua e fomos pra cima e pra baixo atrás dela. Quando finalmente vimos a vielinha, não acreditei: jura que é só isso?! Uma rua com muros medievais. Vou esperar pra ver o que é medieval de verdade quando for pra Edimburgo, humpf!

Ficamos pela cidade até à noite. O centro enche de gente e os restaurantes lotaram tão rapidamente que quando nos demos conta, um pouco de fome bateu e não conseguiríamos jantar em lugar nenhum. Até tentamos, mas não tinha mais mesa disponível. Foi quando lembrei de ter passado por um tal de Pie Maker, lugarzinho pequeno que pareceu ser bacana. Fomos pra lá e comemos uma deliciosa bannofee pie - que fim de noite perfeito!
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top