Tô ficando boa nesse negócio de entrevista

/

Minha segunda entrevista pra ser childminder foi muito, muito mais sossegada do que a primeira.

Foi assim: vi o anúncio no Roller Coaster (assim como na primeira entrevista!), que tinha o telefone da mãe. Liguei à noite e ela não atendeu. Aí liguei no dia seguinte no horário de almoço, e ela atendeu com a maior simpatia do mundo. Ficamos no telefone uns 10 minutos e ela me explicou que precisaria de alguém pra 3 dias part-time e 2 full-time. Três meninos (de 2, 4 e 6 anos) e o salário era bem ok. Fiquei interessada, principalmente porque a localização era muito interessante, perto da minha casa, distância que dá pra ir até a pé.

Ela disse que conversaria com o marido e que me mandaria mensagem pra confirmar uma entrevista.

Mais tarde recebo a mensagem me chamando pra uma entrevista no dia seguinte.

Eles me receberam com muita alegria e informalidade. Os meninos jogavam video-game na sala e o pequeno tava andando pela cozinha e em cima da mesa.

Os pais me perguntaram sobre minha vida aqui, com quem eu morava, há quanto tempo estava aqui, se tenho intenções de ir embora em março ou ficar mais, se é fácil renovar o visto, etc e tal. Também perguntaram da minha vida no Brasil e principalmente da minha experiência com crianças, já que enfatizei que dava aula pra crianças e adolescentes em São Paulo. Perguntaram se eu sabia cozinhar (fui sincera e disse que cozinho pra mim mesma: arroz, frango, macarrão, nada de mais) e se eu sabia trocar fraldas - novamente, fui sincera e disse que não, mas que sabia que fazendo uma ou duas vezes pegaria o jeito. Eles ficaram bem tranquilos com isso.

O trabalho é relativamente fácil porque nos dias part-time eu ficaria com o pequeno na parte da manhã, buscaria o de 4 na escola, daria um lanche pra eles e tchau! Nos dias cheios, buscaria o mais velho na escola também e passaria a tarde com eles até os pais chegarem no final do dia.

Eles já estavam falando comigo como se o emprego já fosse meu, sabe?

Quando eu me despedi, quase 1 hora de entrevista depois, ela me disse que ligaria.

E no dia seguinte, recebi uma mensagem dizendo que tinha sido lovely to meet me e pedindo pra eu ir lá um dia na semana seguinte pra começar - a ideia é ir alguns dias alternados em agosto pra começar mesmo em setembro.

E assim, depois de muitos currículos, cadastros e entrevistas eu consegui um emprego!

YES!
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top