Esse iogurte não tem gordura!

/

A frase do título foi proferida por mim por aproximadamente 150 vezes no meu primeiro dia de trabalho como food demonstrator.

Mas, vamos do começo.

Acordei cedo, bem antes do horário em que eu deveria estar no supermercado Tesco para poder comprar a calça preta e camiseta branca do uniforme. Passei na Penneys e peguei umas peças a olho mesmo, porque não sei como funciona a numeração do Reino Unido nem da Europa - mas pelo menos dá pra escolher calça curta, média ou comprida!

Comprei a calça e a camiseta, peguei o Luas e fui pro trabalho.

O meu histórico paulistano é uma droga mesmo: acostumada a ter que sair sempre 1, 2 horas antes de algum compromisso, acabei chegando MUITO CEDO no shopping. Tudo bem, fiquei sentadinha esperando dar 11h, que seria o horário que eu encontraria uma outra food demonstrator que me daria as instruções.

Encontrei a mulher, nos apresentamos, e ela foi logo me mostrando os bastidores - onde eu pegaria o balcão do stand, onde eu pegaria o iogurte no estoque, onde eu poderia almoçar e onde eu poderia me trocar. O mercado é muito, muito grande. Quer dizer, eu nunca frequentei bastidores de supermercado pra poder comparar, mas mesmo assim...

Ajeitamos tudo e fui me trocar. Coloquei o uniforme, prendi o cabelo, e finalizei com o chapeuzinho. Desci  pro stand - no comecinho da seção de leites e iogurtes. Eu tava nervosa, ansiosa, então não senti frio no começo mas depois de duas horas parada ali, o friozinho bateu. Na hora do almoço tive que colocar uma blusa de frio por baixo do uniforme. Mas voltando: comecei a organizar as coisas, coloquei as luvas e preparei as amostras de iogurte. Eu só abordava as pessoas que faziam algum tipo de contato visual ou olhavam pro stand. Acho meio uó falar com gente que nem olhou pra você, sabe?

No começo achei o máximo - "Gente, que trabalho fácil! Quero fazer isso sempre, hahaha", pensei. No começo, porque depois de começar a sentir um pouco de frio e cansada de ficar em pé, não ficou mais tão legal assim.

Acredita que não provei o tal do iogurte?

Logo chegou a supervisora da área. Ela me deu umas dicas, arrumou o lenço do meu uniforme, tirou fotos e me liberou pro almoço.

Uma hora depois, voltei pro stand. E aí amigos, o tempo parou.

A hora simplesmente não passava. Resolvi fazer um pacto comigo mesma e não olhei mais no relógio porque não ia aguentar a tristeza de saber que ainda era 4 e pouco quando eu gostaria que o relógio mostrasse 6 e pouco. Continuei preparando amostras, falando do produto, indo pegar mais no estoque, etc, etc. Mais ou menos 1h e meia antes de acabar o expediente, um outro gerente veio verificar se tava tudo certo e tirou mais fotos minhas no stand.

No geral, as pessoas foram muito simpáticas comigo. Duas perguntaram de onde eu era e me desejaram sorte aqui, super simpáticas. Algumas foram meio grossas, mas eu lidava com adolescentes babacas no Brasil, cara - gente grossa é chato mas levo na boa. O horário de saída estava chegando e comecei a guardar as coisas: joga o lixo fora, guarda o stand, limpa tudo e passa no caixa pra registrar as embalagens de iogurte que teve que abrir pra usar de amostra. Ufa! E assim foi o meu primeiro dia de trabalho na Irlanda!

ps: Cada funcionário bonitinho no Tesco, hein? Pelo menos teve umas distrações visuais enquanto eu tava lá!
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top