Retrospectiva 2017

/

Ahhhhh, um dos posts que mais gosto de escrever todos os anos. É tão gostoso olhar pra trás, refletir sobre o que aconteceu na minha vida... o que fiz, o que não fiz, os sonhos, os projetos, os tropeços. Sempre me dá um gás pra começar o ano seguinte e pensar no que quero pra minha vida, como vou realizar os próximos objetivos, etc etc etc.

Esse ano de 2017 passou muito rápido. Todo ano da vida adulta tem sido assim, mas esse ganhou de todos. Ainda me lembro do comecinho do ano como se fosse ontem! Acho que conforme a idade vai chegando essa sensação só deve aumentar, né?

2017 foi um ano de muitas viagens, mas pra falar de viagens fiz um outro post, que está aqui.

Então vamos lá!




Janeiro começou bem: minha família veio passar Natal em Dublin, passamos um ótimo tempo juntos, viajamos pra Barcelona e nos primeiros dias do primeiro mês do ano nos despedimos e eu e R. voltamos pra casa.

Eu estava trabalhando numa escola em D2 e dando aula para duas turmas de Upper-Intermediate. Estava feliz, confiante que logo teria mais horas de trabalho.


Fevereiro foi super corrido porque as horas a mais de trabalho que eu estava procurando apareceram: consegui um outro emprego numa escola que abriu uma nova filial no centro e fiquei igual barata tonta. Trabalhava em uma, almoçava correndo, pegava a bike e ia pra outra escola. Não foi um mês fácil porque também tive várias burocracias pra resolver - estávamos organizando a papelada para o visto de relacionamento, fui tirar meu visto americano (tínhamos planos de ir pros EUA, o que acabou não dando certo mas pelo menos tenho o visto!), renovar passaporte, etc... Ah, foi também o mês em que eu voltei a estudar italiano formalmente.

E por último, mas não menos importante, foi o mês em que me apresentei novamente numa conferência de professores aqui em Dublin - dessa vez, apresentando os resultados da minha tese de mestrado!


Março foi uma extensão de fevereiro e basicamente só trabalhei e tentei me adaptar às duas escolas diferentes. No fim do mês peguei um dia de folga e fomos passar um fim-de-semana prolongado em Budapeste, na Hungria.



Abril chegou trazendo mais claridade, temperaturas amenas e o feriado de Páscoa: eu e R. passeamos pela Irlanda e terminamos de visitar os condados que faltavam para a nossa lista, então foi o mês em que finalmente pude dizer que estive em todos os condados desse país!

E aí, Maio. Maio trouxe muitas mudanças na minha vida por aqui, porque eu resolvi sair das escolas onde trabalhava. Não queria mais ficar nessa vida de trabalhar em dois lugares, e comecei a procurar alguma vaga full-time em outro lugar. Não precisei procurar muito e achei uma vaga numa escola super boa cuja coordenadora eu já conhecia. Fiz a entrevista, passei e fui chamada pra trabalhar lá em duas semanas. Foi só o tempo de dar o meu aviso prévio nas outras escolas, me despedir, e ir!


Junho foi um mês muito agridoce. Minha bicicleta quebrou, mas eu já tinha comprado uma nova. Caí da bike nova. Recebi visita de dois amigos queridos. Quase infartei de estresse trabalhando numa posição nova como principal de um centro de verão. Enfim, foi uma loucura, e passou voando.




Julho foi a mesma loucura de junho: trabalhando demais, quebrando a cabeça pra resolver problemas de coordenação mas com a cabeça no fim do mês, já que tínhamos ingressos para o show do U2 aqui em Dublin. Com certeza um momento catártico e inesquecível na minha vida!


Em agosto fomos curtir nossas merecidas férias na Grécia e na volta recebi uma oferta de promoção no trabalho. Infelizmente dessa vez os astros não conspiraram para que desse certo e tive que dizer não. Foi também o mês em que recebemos a confirmação de aprovação do meu visto de relacionamento! Finalmente residente nesse país!


Setembro foi um mês tranquilo. Voltei a dar aulas, mas dessa vez, somente meio período, na mesma escola em que venho trabalhando desde maio. Também fomos passar um fim-de-semana com a família do R. em Kerry, no interior da Irlanda.


Outubro foi um mês diferente, pois até furacão na Irlanda teve. Também foi o mês em que fomos fotografados pelo Pablo, marido da minha amiga Jamile (aliás, preciso postar essas fotos aqui no blog!). Ah, e também comecei as minhas aulas práticas de direção.



Em novembro voltamos a ter uma vida super corrida: começou a contagem regressiva para o aniversário do R. o meu, nossa viagem à Romênia... fora que praticamente o mês inteiro eu trabalhei full-time, cobrindo aulas de outros professores. Foi cansativo, mas a grana veio na hora certa!


Dezembro, meu mês preferido do ano, começou lindo: trintei da melhor maneira possível, recebendo carinho de alunos, surpresa mais que especial de amigos, mensagens, presentes, comemorações... e só tá começando, pois no momento em que escrevo esse post estou a menos de 2 dias de embarcar pro Brasil pra passar o fim do ano lá - algo inédito desde que vim pra Irlanda em 2013. Vou fazer uma festa pra comemorar com família e amigos do outro lado do Atlântico, passaremos Natal juntos e no Ano Novo vou com o R., mãe e Cé para o Chile!



Então 2017 foi um ano cheio de coisas boas, conquistas, um pouco mais de estabilidade e muitos sonhos realizados. Ano que vem também será especial, faremos muitas coisas legais e quero muito voltar aqui em dezembro de 2018 novamente com a sensação de vida bem vivida e dever cumprido.

Espero que vocês tenham tido um ano igualmente maravilhoso e que 2018 seja generoso com todo mundo!

Beijos e feliz 2018!
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top