Italiano, mi mancava!

/

Eu queria muito voltar a estudar italiano em 2017, mas por causa do meu emprego que ainda não é instável e tal, deixaria mais pra frente no ano. No entanto, o R. acabou me convencendo a fazer o curso agora, afinal de contas, é uma coisa que eu queria muito e por que adiar?

Eu ia estudar na mesma escola onde ele estudava quando nos conhecemos, que é uma escola um pouco menor e tal, mas resolvi me matricular em outra porque quando comecei a olhar as datas de aula, eu já teria perdido alguns dias na outra escola, sendo que no Istituto Italiano di Cultura as aulas só começariam em fevereiro.

Mandei email perguntando sobre os cursos e a prova de nível - afinal de contas, como eu já estudei italiano antes, não começaria o curso no nível iniciante. Marcamos uma data e lá vai a Bárbara fazer a tal da prova.

O bizarro dessa situação é que na minha vida eu já fiz muita, mas muita prova de nível com alunos que queriam começar a estudar inglês. Então tipo, é meio estranho estar do outro lado da moeda. Fiz a prova do B1.1 e fui super bem (como eu já esperava). Uma professora conversou um pouco comigo mas super informalmente, bem tranquilo.


Ela disse que eu poderia começar o B1.3 se quisesse porque fui super bem na prova escrita, mas eu disse que estava insegura em relação ao meu speaking. Uma das secretárias do instituto me mostrou então o programa do curso pra eu ver o que eu já havia estudado ou não. Dei uma olhada no B1.2 e vi lá uns temas que eu tenho um certo conhecimento a respeito, mas preciso estudar mais: il condizionale e il congiutivo. Aí falei pra ela que preferia começar no B1.2 mesmo, assim reviso algumas coisas e melhoro a minha fala.

Fonte

Na semana seguinte as aulas tiveram início e eu gostei muito! É sempre complicado estar numa sala de línguas quando você é profissional de línguas porque parece que você tá mais observando a aula do que qualquer outra coisa. Inclusive falei bastante desse sentimento quando fiz um curso de alemão aqui uns 2 anos atrás. Dessa vez, consegui separar bem a Bárbara professora da Bárbara aluna e curti a aula, achei a professora muito boa, manja dos assuntos, simpática e tal.

Na sala são umas 12 pessoas: eu, uma espanhola e os outros irlandeses/as. É engraçado porque dá pra ver que os irlandeses tem um pouco de dificuldade na pronúncia e no gênero das palavras. Em compensação, deu pra ver que o pessoal é motivado de uma maneira bem tranquila, já que ninguém ali PRECISA aprender italiano, é mais por prazer, pra passar férias na Itália, etc.

Sentei ao lado de um irlandês mais novo, tipo da minha idade (os outros alunos na sala são mais velhos). Ele tentou falar comigo em italiano o tempo todo, foi super legal. Perdi um pouquinho da vergonha de falar portunhol/portuliano e aos poucos sei que vou conseguir soltar mais a língua.

O curso vai até o verão e estou animada pra aprender e praticar bastante até lá!


Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top