Estou a dois passos... do paraíso...

/

A Irlanda continua me surpreendendo, cara. Porque quando penso em Irlanda, penso em áreas verdes, penhascos e ovelhinhas. Não em sol, não em praia, não em mar de águas bonitas.

E aí que no último sábado acabei conhecendo um pedacinho muito, muito lindo no sul do país chamado Nohoval Cove.

Como comentei aqui, tem feito muito calor esses dias e a galera tem aproveitado indo à praia e tudo mais. Eu estava com o R. em Cork e a ideia era conhecer Nohoval e depois seguir pra Kinsale - cidade portuária cheia de restaurantes e que segundo o R., lota nos dias de sol e calor de gente querendo pegar uma praia.


A estrada pra Nohoval é bem estreita e difícil de achar - são poucas as placas no caminho e quase não há ninguém pra dar informações - demos sorte e encontramos um senhorzinho, que no seu sotaque inteligível de Cork, nos deu as direções e depois de algumas idas e vindas, conseguimos acertar o caminho. Pesquisando depois, descobri que Nohoval e Kinsale eram regiões "habitadas" por piratas e contrabandistas - deve ser pela localização.



Ao me deparar com essa vista, não acreditei que estava na Irlanda:


Passamos o protetor solar, deixamos nossas coisas nas pedras e fomos explorar a região. Tem algumas ruínas por ali com placas de "perigo" e infelizmente, não consegui encontrar nenhuma informação sobre elas. Subimos na montanha à esquerda - entre muito mato e espinhos - pra ter uma vista melhor:


Depois, R. insistiu que subíssemos a montanha do lado esquerdo, que era bem mais alta, pois assim teríamos uma visão ainda melhor. E lá vou com minhas havaianas e muita coragem, porque era alto, tava calor e eu sou uma lerdinha pra subir montanhas. Mesmo assim, deu tudo certo e no meio do caminho encontramos muitas flores e até uma borboleta toda diferentona:


E todo o esforço valeu a pena quando nos deparamos com isso aqui:

Quem MORA nessas casinhas?!

Dava pra ir até ali nadando, mas preferimos não arriscar

Meu fotógrafo foi ainda mais longe!

Depois da sessão de fotos, guardamos a câmera e as coisas nas malas, tiramos a roupa e fomos pra areia - tinha pouca areia porque a maré devia estar alta mais cedo ou no dia anterior, mas deu pra sentar um pouco e depois cair na água - que tava muito, muito, muuuuuito gelada. Mas tava calor e a gente já tava lá, né? Então foda-se: nadamos, batemos os dentes de frio mas nos divertimos muito. Tinha várias famílias por ali e alguns casais também - aliás, até cachorros corriam por ali, todos felizes e saltitantes!

Passamos a tarde apreciando a beleza do local deitados na areia - e no fim da tarde voltamos pra água pra tirar a areia do corpo, o que acabou sendo uma ótima decisão, porque nem percebemos que a maré tava subindo e logo mais não tinha areia pra contar história, só pedras e mais pedras.

Foi um sábado incrível - só faltou a água de coco e a mandioca frita! hahaha
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top