Um domingo no oeste

/

A internet é uma coisa meio doida mesmo. Ainda no Brasil, eu lia muitos blogs sobre vida na Irlanda, e um desses blogs era o blog do Rick. Ele ainda tava no Brasil, mas começamos a nos comunicar além-blog quando ele veio pra cá. Nos adicionamos no facebook e quando percebi, já estávamos marcando de nos encontrarmos pessoalmente aqui em Dublin.

Fizemos muitos rolês juntos e nos tornamos amigos. Mas aí ele conseguiu um emprego muito bom em Sligo, cidade que fica a muitos quilômetros de Dublin.

Continuamos amigos, e desde que ele se mudou, ficava nos convidando pra ir visitá-lo lá. A oportunidade surgiu e lá fomos nós: eu, Bia e R.

De carro levamos aproximadamente 2h e 30min pra chegar. Tava frio e chovendo quando chegamos, mas a chuva logo deu trégua e tivemos o dia todo pra caminhar pela cidade, que é a segunda maior do oeste (depois de Galway), com 20 mil habitantes.



A primeira parada foi o Italian Quarter, um beco que tem vários restaurantes italianos. Comemos uma lasanha e seguimos pra Mr Simms - Old Sweet Shoppe - uma loja de doces super fofa que me fez pensar na Honeydukes, loja de doces no Harry Potter. Tem muita coisa fofa e coloridinha. São tantas, mas tantas opções que você fica até perdido sem saber o que vai pedir. Acabei comprando uma maria-mole com chocolate (tem foto nesse post aqui) e um vidrinho lindo com balas de cranberry e blueberry. Além disso, encontramos fanta uva por lá também! Eu já tava estranhando não ter visto fanta uva em nenhum mercado na Irlanda. Pelo que observamos na embalagem, aparentemente elas são importadas dos Estados Unidos. Ganhei o dia (ainda mais porque tem uma "filial" dessa loja aqui em Dublin - fanta uva garantida...)!



De lá, fomos pra The Abbey, uma igreja em ruínas construída em 1253. A entrada pra estudante custa €1. O moço na recepção perguntou de onde éramos e depois de ouvir a resposta, disse: "Vocês querem o folheto em espanhol?". AI, AI.

Pegamos o folheto em inglês (que vem plastificado porque né? só venta e chove nesse lugar) e andamos entre as ruínas dessa abadia/cemitério. O lugar tem muita cara de medieval e me lembrou cenário de filmes e seriados que tanto gosto:




O Rick até fez um post no blog dele bem informativo. Lá, ele conta uma coisa que me chamou muito a atenção: esse lugar inspirou Bram Stocker a escrever sobre o Drácula! No geral, achei o local meio sombrio porém interessante.

De lá, demos umas voltas na cidade e fomos caminhar no parque Doorly, que fica perto da casa do Rick. A gente se divertiu horrores porque o parque tem vários equipamentos de ginástica ao seu redor, além de um playgroud muito legal! Balançamos na balança, escorregamos na tirolesa, giramos no gira-gira...







A gente riu muito, de doer a barriga. Foi muito legal!

De lá, fomos pro The Model, que segundo o Rick, é o SESC de Sligo. hahaha. Tava quase fechando, mas deu tempo de entrar e ver uma exposição do Yeats. Saímos e fomos prum pub que tava tocando música tipicamente irlandesa e na sequência, um outro restaurante italiano do Italian Quarter. Comemos pizza, conversamos, rimos e voltamos pra casa cansados porém felizes.



Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top