Belfast e a "guerra dos tronos"

/

Já disse aqui em diversas oportunidades que adoro séries de TV. Uma série que tenho acompanhado há pouco mais de um ano é a aclamada "Game of Thrones". Não li os livros, não sou nenhuma maníaca, mas gosto muito dos personagens e de como a série é bem feita e tal.

Há uns meses, tava rolando uma exposição do "Game of Thrones" em alguns lugares do mundo. Inclusive em São Paulo - fiquei babando e morrendo de inveja das fotos dos amigos sentados no trono de ferro e posando ao lado dos cartazes e fotos dos atores da série. Mas o destino pode ser bom, e já que eu não estou em São Paulo, fui na exposição em Belfast, capital da Irlanda do Norte! (onde várias cenas são gravadas inclusive)

O Rick é que cuidou de tudo e agendou os ingressos pra nós. Foi de graça, mas o custo da passagem até Belfast meio que pagou, porque gastamos 20 euros ida e volta num ônibus expresso que levou 2h e meia pra chegar lá. A gente ia com a Tarsila também, mas ela não pôde ir (ahhhhhhhhh), e acabou doando os ingressos dela pra nós (como sempre, uma fofa). Aí o Rick acabou convidando alguns amigos e fomos com a Eliene, brasileira, e dois amigos americanos dele que estavam aqui a passeio: Tony e Trinity.

Chegamos em Belfast por volta do meia-dia e compramos o mapa (que custou uma libra) pra saber como chegar no Titanic Quarter, local onde a exposição aconteceria - mais precisamente no Museu do Titanic. Tava um dia nublado e frio, mas isso não nos impediu de apreciarmos a melancolia e beleza de Belfast. Tiramos algumas fotos pelo caminho mas não demoramos muito pois de acordo com o mapa, teríamos que andar um bom pedaço pra chegar no museu.


Beijinho no peixinho

Símbolo da paz na cidade

Eu achei Belfast bem diferente de Dublin. A cidade tem outro clima, outra vibe. Os prédios são diferentes, as lojas são diferentes. Fiquei morrendo de vontade de saber mais sobre o local e com certeza volto lá pra explorar melhor.

Prefeitura

Achei a arquitetura bacana

Torre torta, presente da rainha Victória pro seu amado

Depois de quase 1 hora caminhando, chegamos no Museu do Titanic. Ô prédio bonito, viu? Fiquei morrendo de vontade de conhecer o museu, porque ADORO o filme "Titanic" e porque o navio original foi construído ali, na Irlanda do Norte! Só que o foco não era esse, então aguardamos o horário do nosso ingresso e entramos na exposição às 14h.



A exposição em si me decepcionou um pouco. Não sei se eu esperava demais, se eu tava achando que seria um negócio muito mais grandioso do que realmente foi, mas o fato é que foi legal, mas não sensacional. Eles dividiram a exposição pelas famílias da série (Lannisters, Baratheons, Starks, etc) e podíamos ver objetos e vestimentas utilizadas de verdade na série. Algumas TVs mostravam depoimento de pessoas da produção e dos atores também.



Tava tudo reunido numa sala só, o que achei bem inapropriado porque tinha muita gente amontoada querendo ver as coisas. Além disso, a iluminação do local era bem mal planejada, o que não favorecia a leitura dos textos na hora e nem as fotos, já que com flash elas ficavam estouradas e sem flash, escuras.

Mas o momento que todo mundo esperava era poder sentar no trono de ferro original da série e tirar uma foto posando de rei.

A fila, apesar de grande, tava andando relativamente rápido, mas tinha toda uma pressão dos funcionários e de alguns cartazes que diziam que só podia tirar UMA FOTO por pessoa. Aí fica aquele desespero de tirar uma boa foto, dar a câmera pro seu amigo tirar a sua foto, enfim... Como eu comentei, a iluminação do local era bem ruim, então a não ser que você tivesse um flash profissional, a foto não sairia boa. De qualquer forma, fiquei contente com o resultado:


Ficamos na exposição menos tempo do que calculamos, mas foi bom porque pudemos voltar pra rodoviária com calma e comermos nosso lanche com calma também. Pegamos o ônibus das 16h30 de volta e lá pelas 19h chegamos em Dublin. Moral do dia:

- Fiquei com vontade de ler a série "Game of Thrones";
- Fiquei com muita vontade de voltar a Belfast e visitar melhor os "pontos turísticos";
- Fiquei confusa ao pagar meu lanche no Tesco com as moedinhas de libras porque NÃO TEM OS NÚMEROS LEGÍVEIS NAS DROGAS DAS MOEDAS - simplesmente mostrei minhas moedas pra moça do caixa e falei "moça, não sei o valor dessas moedas, pega aí, por favor".
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top