Retrospectiva 2016

/

Amoooo ler as retrospectivas alheias e também escrever a minha! Na verdade, eu sempre fiz esse tipo de coisa - escrevia na agenda, num caderninho, e guardava pra ler depois. Agora eu faço no blog!

2016 foi um ano... intenso e diferente. Intenso porque estudei muito e minha vida na Irlanda deu uma guinada, mas diferente porque saiu do padrão que eu vinha levando em 2015, mas já explico isso melhor.

Janeiro foi um mês normal - na época tava voltando pra segunda parte do mestrado, indo à aula, trabalhando 15h por semana como babá, nada de mais. Foi nesse mês que publiquei um dos posts que mais gosto no blog: uma participação do R. sobre como é namorar uma estrangeira!

Fevereiro foi uma continuação de Janeiro, com a diferença de que nem viajar viajamos. Foi nesse mês que fiquei super doente como há muito tempo não ficava e acabamos cancelando um bate-e-volta pra Londres. Fiquei de cama praticamente uma semana com muita febre, tosse, dor de cabeça, uó. No fim acabei tomando antibiótico e tudo certo! Ah, já ia esquecendo que foi quando me apresentei na minha primeira conferência para professores de inglês, uau!

O mês de março é sempre um mês interessante, já que comemoro meu aniversário de Irlanda e geralmente vou ao GNIB pra resolver minha situação por aqui. Em 2016, eu fui pra pedir uma extensão do visto já que o mestrado só acabaria em agosto mas o visto vencia em março mesmo. Comemoramos o St. Patrick's Day (já que não havíamos comemorado no ano anterior) e passei a Páscoa sozinha, já que o R. tava no Canadá a trabalho.




Em abril nós demos uma passeadinha pela Irlanda, fomos ao cinema e escrevi um outro post que curto muito: 50 curiosidade sobre a Irlanda. Foi o meu último mês trabalhando como babá dos meninos e também uma correria pra terminar relatórios que me dariam a permissão da universidade pra iniciar a pesquisa do mestrado propriamente dita.

Maio: apesar de não estar mais trabalhando, estive muito ocupada. Escrevi horrores da minha tese nesse mês, e também nos mudamos pra outro bairro! Dessa vez mudamos pra uma casa sem precisar dividir com mais ninguém, o que fez com a nossa qualidade de vida aumentasse demais! Além disso, viajamos muito pela Irlanda e comemoramos 3 anos de namoro, caramba! (e quanta exclamação nesse parágrafo! hahaha)

Por fim, foi em maio que recebemos a visita da minha mãe, o que foi ótimo, já que não nos víamos há mais de ano - e ela super curtiu conhecer a Irlanda no verão e assim que voltou pro Brasil comprou passagem pra voltar pra aqui ainda em 2016.

Em junho nós resolvemos participar da festa junina aqui em Dublin e eu comecei a trabalhar na mesma escola onde tinha dado aula no ano passado, aquela mesma com adolescentes europeus. Foi um mês cansativo, já que eu tava trabalhando o dia todo e escrevendo minha tese, mas teve suas recompensas também: fui pra Milão ver o show da Laura Pausini!

Julho foi mês de trabalhar, escrever tese, trabalhar, escrever tese. Não fizemos nada de diferente.

Agosto foi quando entreguei a tese e de cara emendei um curso pra professores com duração de 1 mês - haja pique! Foi corrido, foi sofrido, mas no fim deu tudo certo e saí certificada e habilitada pra trabalhar como professora sem restrições na Irlanda.

Setembro foi o mês mais esperado do ano, já que íamos pra Portugal para o casamento de uma amiga e também pro Brasil. Comemos bem, revemos amigos, passamos momentos especiais com a família e voltamos extremamente cansados, porém felizes. Sem dúvida nossas melhores férias na terrinha!

Em outubro eu tinha uma única missão: conseguir um emprego o mais rápido possível. Foi um tal de atualizar currículo, escrever cover letter, me candidatar a várias vagas... e no fim, deu certo. Consegui passar em várias entrevistas pra trabalhar como professora substituta, inclusive na universidade onde fiz o mestrado aqui.

Novembro começou com outra novidade: fui chamada pra uma vaga part-time numa escola no centro da cidade. Não era o emprego dos sonhos, mas já era melhor do que só ficar substituindo em várias escolas, então eu fui e lá estou. Também foi o mês do aniversário de 30 do R. e comemoramos com muitos presentes, quadbiking (preciso fazer um post disso!), festa, boliche, jantar, etc, etc, etc.

O último mês do ano chegou com o meu aniversário, claro. Dezembro é o meu mês preferido do ano e esse foi mais do que especial, já que além de completar 29, também foi quando aconteceu minha formatura. Foi um evento certamente super especial e inesquecível - já quero outra! Dezembro também reserva a chegada da minha família (nos próximos dias) e R. e eu vamos cozinhar nosso primeiro Irish Christmas dinner juntos (pois é, o namoro tá ficando sério! hahaha). Também vamos passear um pouco por Dublin e Cork, além de viajar pra passar o Ano Novo em Barcelona!

2017 vai ser um ano muito especial na minha vida aqui na Irlanda já que minha estadia aqui se tornará ainda mais sólida. Eu já disse isso aqui no blog, mas me sinto uma árvore criando raízes cada vez mais profundas nessa ilha. E essa árvore vai dar muitas flores com certeza. Tenho muitas resoluções e planos pro próximo ano, e apesar de achar que às vezes exagero nessas coisas - afinal de contas, temos que deixar a vida nos levar (como já dizia o poeta), acho importante ter metas, e mesmo que elas não se realizem no ano que está chegando, me sinto no caminho certo pensando nelas e trabalhando pra que meus sonhos se tornem realidade!

Fica aqui o meu muito obrigada à quem me acompanhou em mais um ano de Irlanda e um Feliz Natal e Ano Novo pra todo mundo! O blog volta com tudo em 2017!
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top