Teve Festa Junina sim!

/

Eu sei que sou um papagaio porque tô sempre falando a mesma coisa aqui no blog, mas não tem jeito, essa sou eu. Eu já devo ter falado mil vezes por aqui que minha festa brasileira preferida é a Festa Junina e bem...

... eu também já devo ter falado mil vezes aqui que não vivo um mundinho brasileiro na Irlanda. Na verdade, eu sei que cada um vive a vida como quiser, mas me irrita demaissss ver gente que só vem pra morar aqui uns meses e fica em abstinência de comida brasileira, música brasileira, etc. Não consigo entender, mas ok, estou tentando ser uma pessoa evoluída e não julgar as escolhas dos outros.

E bem, eu de fato não sou de ir em festa brasileira e tal, não porque eu não me ache brasileira, mas porque não é o meu estilo de vida. Se nem no Brasil eu ia em festa ouvir música sertaneja, por que iria agora, morando na Irlanda? Se eu comia feijoada no máximo uma vez por ano no Brasil, por que iria toda semana morando na Irlanda?

No entanto, eu tenho percebido, principalmente depois da primeira ida ao Brasil depois de vir pra cá, que eu estou muito mais aberta à fazer umas coisinhas brasileiras de vez em quando sem culpa. Comida, por exemplo: aqui em casa cozinhamos tanto pratos irlandeses como brasileiros, e pra mim assim tá ótimo. Arroz & feijão todo dia é demais, então uma vez por semana mata a vontade e todo mundo fica feliz.

Aqui em Dublin a comunidade brasileira é muito ativa e o pessoal tá sempre organizando eventos e coisas. Na Copa, por exemplo, lembro de ter ido ver jogo num pub, vestimos verde e amarelo, comemoramos, foi bacana. Já no Carnaval, a festa mais popular do Brasil, eu fiquei no meu canto em casa. Não curto Carnaval e não faz sentido pra mim comemorar. Masssss não é assim que vejo a Festa Junina. Pra mim, a Festa Junina tem muito mais essa pegada tradicional, traz elementos culturais muito mais interessantes do que o Carnaval, além é claro, da comida, porque gordinha não é gordinha que se preze se não falar da comida maravilhosa da Festa Junina.


Pois bem. Pra vocês terem noção do quanto eu gosto de Festa Junina, logo que eu e R. começamos a namorar, eu fiz uma apresentação de Power Point pra ele (!) com fotos e informações sobre a data comemorativa, hahaha. A verdade é que tive muita sorte de estar no Brasil em junho de 2014 pra celebrar, mas ano passado ficamos por aqui e não fizemos nada de especial.

Aí esse ano recebi um email do pessoal da Real Events, que sempre organiza e promove eventos culturais de vários países aqui. Inclusive recentemente teve o Brazil Day, mas eu não fui porque minha mãe tava aqui e estávamos no interior da Irlanda no dia.

No email eles perguntaram se eu tinha interesse de divulgar a Festa Junina que eles estavam organizando e depois falar no blog à respeito em troca de dois ingressos. Pra ser sincera, mesmo que eu tivesse que ter pago a entrada, teria escrito o post do mesmo jeito, pois não podia deixar passar a oportunidade de registrar uma Festa Junina por aqui! \o/

Foto tirada por um dos fotógrafos do evento!


Então esse post não é exatamente pago, porque eu vou contar da festa, mas vou contar numa boa, com sinceridade, como sempre faço.

A festa aconteceu num domingo que amanheceu chuvoso demais. Honestamente achei que a chuva não daria trégua, mas já no fim da tarde o tempo ficou melhor (ainda nublado, mas seco) e fomos. O bom de morar mais perto do centro é que não precisamos nos programar com muita antecedência e com 25 minutinhos de caminhada, chegamos no Tivoli Theater, onde a festa tava rolando.

Eram dois ambientes: um salão fechado e um beer garden. No beer garden tinha uma parte coberta e uma aberta, mas como não chovia mais e não estava frio, o clima tava agradável.




Eu achava que iam rolar altas barracas de comida, mas não foi bem assim. Eram apenas três: uma fazia churrasco, milho, entre outras coisas; outra, doces e por fim, uma que vendia coxinha, pastel e alguns doces também.

Confesso que fiquei um pouco decepcionada, porque a fila do churrasco, por exemplo, tava enoooorme e quando finalmente conseguimos comprar alguma coisa, várias comidas já tinham acabado, como a mandioca! No entanto, pra ser justa, o milho tava uma delícia!

Tinha até banda de forró tocando ao vivo!

Já na barraca das coxinhas a fila andava rapidinho e elas estavam saborosíssimas!

Os doces eram todos feitos pela Treats by Pri, que eu já tinha ouvido falar pelo Facebook. Provamos o bolo de chocolate com brigadeiro (delicioso e molhadinho), a paçoca cremosa e o quindim (ambos muito gostosos também). Os doces eram bem servidos.

No geral, achei os preços meio salgados, mas fazer o quê?



Em relação à música, vou dizer que fiquei bem chateada. Eu sei que essa é uma tendência no Brasil mesmo, mas desde quando Festa Junina não toca mais música de Festa Junina de verdade? Eu tava esperando uma "Olha pro céu", "Festa na roça" ou "Pula a fogueira", mas tive que me contentar com uns sertanejos universitários baratos que falam de bebedeira e "pegar novinhas, ainda que seja amiga da sua irmã" (ou algo assim).

Eu seeeeei que tô sendo uma rabugenta, mas gente, desculpa. Festa Junina é oportunidade pra se ouvir sertanejo bom, forró de qualidade, uma Elba Ramalho, um Luiz Gonzaga, e o povo me vem com Safadão e duplinhas sertanejas?

Ok, passada essa decepção, estávamos pensando em ir embora quando encontrei a Savana por lá. Ela ia dançar quadrilha e resolvemos esperar pra assistir. Ahhhhh, a quadrilha foi super legal! Foi a quadrilha completa, com todos os movimentos, todas os passos, sabe? Fiquei tão feliz que me deu vontade de dançar o ano que vem - difícil vai ser convencer o R., que achou tudo complicado! hahaha



Fiz uns vídeos no snapchat (1 minutinho só) e achei legal colocar pra mostrar um pouco da quadrilha e da festa no geral (e sim, a gente aparece cantando Michel Teló, mas me diz se tem como ouvir essa música depois de tanto que ela tocou em todos os lugares e não cantá-la?). Se o vídeo não aparecer direito aqui, dá pra ver clicando nesse link.

video


No fim, valeu muito a pena ter ido curtir a minha festa preferida. Não sei se é o sangue nordestino que fala mais alto nessas horas, mas já estou contando os dias para o próximo São João!

Ou no caso, ser 50% pernambucana!

Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top