Jameson Movie Festival

/

Eu já tinha visto alguns cartazes na rua e lido na internet sobre o festival de cinema que ia rolar em Dublin e super me interessei porque achei que ia ter sessão baratinha ou de graça. Risos, né? As sessões todas custavam 11 euros cada. Mesmo assim, olhei toda a lista de filmes com o R. e escolhemos três filmes: um
Irlandês, um sueco e um croata. Ia até rolar um filme brasileiro, mas era durante a semana e não ia dar pra gente ver. 

O filme irlandês se chama "The Inquiry" e fala sobre o lock out, evento que ocorreu em 1913 quando vários trabalhadores entraram em greve exigindo melhores condições de trabalho e pagamento. O inquiry foi uma espécie de julgamento que durou alguns dias no Dublin Castle com o intuito de ouvir representantes de todas as partes e chegar num consenso entre trabalhadores, sindicatos e empregadores. 

Eu achei que o filme seria tipo um documentário, mas era uma ficção. A caracterização dos atores tava bem legal (fui ver fotos dos caras depois e realmente, ficaram iguaizinhos!) e a atuação bem legal também. O início do filme foi meio chocante porque o vocabulário é bem formal, mas uns minutos depois já me acostumei com a linguagem e sotaques dos atores. 




O grande personagem da história é Jim Larkin, que defendia os trabalhadores e é pouco relembrado na história da Irlanda. Pra quem mora aqui, deve ter visto estátua dele na O'Connell!

O segundo filme foi "The 100 year old man who climbed out the window". É baseado num best-seller sueco que R. já tinha lido, por isso o interesse em ver o filme. Eu adorei! É sobre um senhor de 100 anos que se envolve em vários desentendimentos por causa de uma mala com dinheiro ao mesmo tempo em que vamos vendo a história de vida dele. Engraçado e muito inteligente, o filme tem uma pegada meio Forest Gump, onde o personagem principal conhece várias personalidades da história. 




O último filme que vimos foi o croata "The Priest's Children", que fala sobre um padre num vilarejo que decide reverter o cenário local, que tem muito mais funerais do que nascimentos. O filme é muito engraçado e não teve como não lembrar do seriado clássico irlandês "Father Ted". Foi ótimo ver uma comédia verdadeiramente boa e divertida, nada de "As Branquelas" ou essas baboseiras americanas!




Adorei esse negócio de festival e já quero o próximo!
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top