Puxando a sardinha (em Cork)

/

Todo lugar acaba puxando uma sardinha* pro seu lado. Quando estive no Museu de Galway, maior propaganda de que Galway foi a cidade mais importante da Irlanda. No castelo em Limerick, maior propaganda de que Limerick foi de extrema importância pra Irlanda. E não podia ser diferente em Cork, claro. 

*Ou, como expliquei pro R., "to pull a sardine to your side" - RISOS. Acabei achando agora no google uma correspondente: "every miller draws watter to his own mill".

Já estive na cidade algumas vezes e nessa última fomos no Museu de Cork que fica dentro do Fitzgerald Park. O parque não é tão grande quanto o Phoenix Park em Dublin e nem tão bonito quanto o Stephen's Green, mas tem o seu charme. Demos uma voltinha rápida e fomos direto pro museu pois ele fecharia às 16:00 e tínhamos aproximadamente meia hora. 


O que essa árvore brilhante tá fazendo aí? Ninguém sabe...


No térreo, à esquerda, tinha um cartaz falando sobre filmes feitos no início dos anos 20 em Cork. Esses filmes são chamados de "local films" e a lógica era a seguinte: envolver as pessoas da cidade na filmagem, gerando maiores audiências pro filme. É que as pessoas eram avisadas o dia que os caras iam filmar e queriam aparecer e logo, assistiriam o filme depois pra se verem na tela, sabe? Dava inclusive pra ver os vídeos no museu e fiquei muito interessada em ver como as pessoas se vestiam e viviam há mais de 100 anos.



Na sequência havia varias pequenas galerias separadas por temas: religião, esportes, vestimenta, guerras, enfim. Vários assuntos abordados na perspetiva corkoniana

Não dava tempo de ler tudo porque tinha muita coisa em exibição... fiquei com o gostinho de quero mais. 




Ainda no térreo, ao lado direito da entrada tinha uma pequena sala que falava da associação de navios ou naufrágios ou sobreviventes de naufrágios, não me lembro exatamente. Várias fotos e plantas de navios famosos, entre eles Titanic e Lusitania, estavam sendo exibidas. 




O andar de cima trazia uma exposição sobre viajantes, mas as luzes do museu estavam sendo apagadas e não deu nem pra dar uma olhada. O jeito é votar um outro dia - ainda bem que o Cork Public Museum é de graça!
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top