A saga do carrinho

/

Quando cheguei na Irlanda, logo notei que tinha muita criança por aqui. E muitos carrinhos de bebê.

Sério, em 25 anos em São Paulo nunca vi TANTO CARRINHO DE BEBÊ como vi em quase 6 meses aqui na Irlanda. É absurdo: nas ruas, nos trens, nos ônibus, em todo lugar.

Tem carrinho grandão, carrinho pequeno, carrinho que deita 90 graus, carrinho pra duas crianças uma ao lado da outra, carrinho pra duas crianças uma trás da outra, carrinho pra duas crianças uma em baixo da outra, carrinho com três rodas potentes, carrinho com quatro rodas leves, etc, etc, etc.

É carrinho pra caralho.

Aqui eles os chamam de "buggy", mas eu conhecia como "stroller" (e olhando no dicionário agora, achei "pram" também).

A família pra qual trabalho tem três carrinhos. Um simples de quatro rodinhas, um maior com rodas potentes e um duplo.

Nunca havia empurrado um carrinho de bebê na minha vida e achei que seria moleza. Ledo engano: o negócio e cansativo, um saco - principalmente o duplo, já que ele fica muuuuito mais pesado pra empurrar. Pelo menos as ruas aqui são retas, né?

Parece fácil, mas....

Esses dias estava com o carrinho duplo indo buscar E. na escola. Começou a chover e fui colocar a capa de chuva no bendito - sim, aqui tem capa de chuva pra tudo! Só que eu não fazia ideia de que lado colocar a capa nem como prendê-la. Eu toda atrapalhada com aquele negócio assustei a pequena C., que começou a chorar DESESPERADAMENTE quando finalmente consegui colocar a capa. Ela chorava tanto que parecia que pararia de respirar a qualquer momento, fiquei até com medo e tentei acalmá-la, explicar que a capa serviria pra protegê-la da chuva, mas ela é pequena e não entende, poxa. Fiquei com dó da bichinha e ao mesmo tempo com raiva daquela capa e daquele carrinho pesado.

Abrir porta com o carrinho também exige certa habilidade (E Nivea, obrigada pela dica de abrir de costas e segurar a porta com o corpo - tem dado certo!). Fazer curvas exige força. Atravessar a rua exige cuidado.

A minha sorte é que no fim das contas, as meninas adoram o carrinho e sobem nele sem reclamar.
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top