Laura, Harry, a internet e eu

/

Eu já comentei aqiu no blog do quanto gosto de italiano nesse e nesse post.

A paixão continua viva, viu?

Ainda mais porque em dezembro vou ver a minha cantora preferida abrindo a turnê em comemoração aos 20 anos de carreira em Roma.

Deixa eu ler essa frase de novo e tentar acreditar nela.

Sim, é isso mesmo: eu vou ver o show de abertura da turnê da Laura Pausini em Roma em dezembro. Melhor presente de aniversário que pude me dar. É maravilhoso e inacreditável!

Estive nos shows da Laura em São Paulo em 2009 e em 2012. No último, tive a sorte de estar bem mais perto do palco e ao lado do corredor, onde Laura passou cantando no meio do show:

Laura do meu lado (2012),  e turnês de 2009 e 2012 no Credicard Hall em SP


E já que vou pra Roma... bóra praticar o italiano, porque não quero pagar o mico de falar inglês na Itália... não dá, né?

Mas Babs, como você estuda?

Eu sento a bunda na cadeira e estudo, oras.

Aliás, que preguiça dessas pessoas que dizem "ai, preciso estudar mais..." (sim alunos, tô falando com vocês). SENTA NA CADEIRA E ESTUDA, MANO.

Comecei com o Livemocha, que foi atualizado e tá com um sistema de pontuação bem interessante: você ganha fichas e "compra" as lições com essas fichas... se acerta os exercícios, ganha algumas fichas de volta! Fiz duas lições lá (que deu uns 30 minutos). Depois, li/ouvi um texto do LingQ, que tem um recurso bem interessante: você cria um banco de dados de palavras conhecidas. Aí, quando estiver lendo algum texto no site que tenha uma dessas palavras já conhecidas por você, ele nem a destaca mais, pois teoricamente você já sabe o significado dessa palavra.

Anotei algumas delas no caderno, as que mais me chamaram atenção/que eu julguei importante.

Depois disso, fiquei pensando que ainda era pouco, eu queria mais. Lembrei das aulas de conversação que acontecem na biblioteca do centro e fui lá na segunda-feira. Não foi sensacional porque falei mais inglês do que italiano, mas consegui praticar um pouco e anotar algumas frases e palavras que os italianos com os quais eu conversava falavam.

Mas eu ainda queria mais, e resolvi colocar em prática uma dica que sempre dou pros meus alunos: ler. Ler é uma das melhores maneiras de fixar estruturas e vocabulário - afinal de contas, as mesmas palavras são usadas, e a probabilidade de uma palavra que você não conhecia aparecer novamente nesse mesmo livro é muito grande.

Baixei um dos meus livros preferidos (e lidos pelo menos umas 3 vezes cada): Harry Potter, em italiano. Estou me divertindo muito: vou lendo, anoto as palavras que não conheço, mas prossigo a leitura. Depois de ler umas 30 páginas, fui buscar o significado das palavras e anotei na minha listinha.

Tem sido ótimo!

Dei uma pausa essas semanas por causa do emprego novo: é muita coisa de uma vez só. A segunda semana foi mais tranquila e acho que a partir da semana que vem consigo manter o plano de estudar um pouco por dia. Coragem e determinação!
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top