Lixo, lixo, lixo

/

Na primeira casa que morei em Dublin, o Carlos, meu ex-flatmate, tinha acabado de contatar uma empresa que recolhe seu lixo semanalmente - até comentei um pouco aqui. Você paga uma taxa anual e toda semana eles recolhem um tipo diferente de lixo: ora reciclável, ora orgânico.

Era super tranquilo porque eles avisavam o Carlos por SMS que lixo eles recolheriam na quinta-feira e ele colocava o latão pra fora de manhãzinha ou na noite anterior. 

Quando mudei de casa, o sistema de lixo não era bem assim. 

Eu moro numa região que a empresa City Bin não atende, então a gente tem que se livrar do lixo de outro jeito: toda terça-feira a empresa Greyhound passa na rua fazendo a coleta. Temos um calendário em casa que indica se eles vão recolher somente o lixo preto (orgânico) ou o preto e reciclável (que acaba então sendo recolhido a cada 15 dias). 

Mas esse serviço não é de graça. 

Funciona assim: reciclável, de graça, contanto que esteja no saco branco. 

Orgânico tem que estar no saco preto e com uma etiqueta, que você pode comprar no correio. A etiqueta custa 3,65 e junto com ela vem um papelzinho pra você colocar o seu endereço. 




Se não temos lixo acumulado, conseguimos encher um saco preto grande por semana. 

Ah, e tem os vidros também, que não podem ser misturados com o lixo. A gente lava e separa pra jogar numas lixeiras especiais para lixo que tem aqui perto de casa. 

No Brasil eu morava em condomínio e não havia coleta seletiva, a gente jogava tudo no lixo, tudo junto e misturado. Acho uma pena que nem todo condomínio/casa/lugar não tenha essa preocupação com o reciclável!
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top