Newgrange

/

Como citei no post anterior, participei de uma gravação para um programa de TV sobre brasileiros na Irlanda. Acabei seguindo o roteiro proposto, que incluía um dos pontos turísticos mais famosos do país: Newgrange

Eu já tinha lido sobre Newgrange mas coloquei ele em algum lugar da cabeça que não tava muito acessível, tipo esqueci completamente. Se eu soubesse que esse lugar era assim espetacular, eu teria ido antes, muito antes. 

Você na verdade vai até o Visitor Centre. Lá você compra as entradas e pode ver algumas fotos e ler informações sobre o local - tem lanchonete com comida gostosa e banheiros, mesas pra sentar e tal. 

Quando você compra o ingresso eles informam a hora que o seu ônibus vai pra Newgrange - é que como o lugar é bem protegido, simplesmente não dá pra pegar seu carro e ir, sabe? Só com os ônibus do tour. Em 5 minutos eles te deixam "na porta" praticamente. 

Pegamos uma pequena fila pra mostrar os ingressos e o guia sobe com um grupo e vai explicando tudo que você pode imaginar. Como eu tava gravando o programa, fiquei pra trás e perdi tudo o que a guia falou. Ainda bem que fiz a lição de casa e havia lido bastante a respeito antes!




É tipo assim: uma espécie de tumba de mais de 5 mil anos - cinco mil. Mais antiga que Jesus, que as pirâmides do Egito, que um monte de coisa. Mas o mais absurdo não é isso - o absurdo é que essa tumba recebe a luz do sol somente em um dia do ano, no solstício de inverno. Tem uma entrada, mas o modo com que o local foi construído impede que a luz de fora entre. No solstício a luz atinge o interior da "caverna". 

Essa data é tão procurada por visitantes que fazem até sorteio tipo loteria pra levar somente 50 pessoas pra lá! No entanto, mesmo indo em qualquer outra data é possível ter um gostinho de ver a luz entrando na caverna - eles fazem simulação com luzes artificiais. 

A entrada é baixa (quase não precisei abaixar a cabeça) e o corredor bem estreito - na minha frente tinha um senhor gordinho que não conseguiu passar e teve que voltar. Ao chegar no centro da tumba a guia agrupa as pessoas (em torno de 15) e explica sobre a construção da mesma (não foi usado nenhum tipo de cimento nem barro, somente pedras, que foram colocadas uma em cima da outra) e sobre a arte encontrada nas pedras. Depois disso ela apaga as luzes pra que possamos ver como o local é realmente escuro, e sinceramente, nunca fiquei num lugar tão escuro na minha vida. Tava muito escuro, não dava pra ver absolutamente nada. Após alguns segundos a guia liga a luz que representa a luz do sol entrando na caverna - rolou até um "óóóóó" porque o negócio é impressionante. Quem construiu esse negócio? Como desenharam? Como sabiam que a luz do sol só entraria ali no solstício de inverno por algumas horas? COMO???!!!


newgrange


Ao redor da tumba há algumas pedras e muitas montanhas e verde. O dia tava lindo - frio, mas lindo - e saímos de lá impressionados com a magnitude e engenharia do local. Infelizmente não pode tirar foto nem gravar dentro da tumba, mas eu aconselho a todo mundo que está na Irlanda (ou que algum dia vier) a conhecer esse lugar. Sensacional!


Espirais que possivelmente representam vida, morte e renascimento





O ônibus nos buscou uma hora após ter deixado a gente lá. Voltamos pro Visitor Centre, comi um escondidinho de carne uma Shepard's Pie e seguimos para o segundo local de gravação do programa: o Castelo de Malahide. 
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top