Meu Natal irlandês

/

Eu sei, o Natal já aconteceu há quase um mês e só agora eu tô escrevendo a respeito, mas o que vale é o registro, né?

Lembro que na época do Natal, li um post do Rick no qual ele dizia que não sentia aquele clima de consumismo aqui, que não sentia que as lojas forçavam as pessoas a sair comprando presentes mas eu tenho que discordar: vi lojas cheias, muitas com promoções e muita gente no centro nas semanas que antecipavam o feriado. Além disso, pelo menos com o contato que tenho com duas famílias irlandesas (a do R. e a família para qual eu trabalho), pude notar que eles tavam na correria de comprar presente e tudo mais. Os correios bombavam com mó galera enviado encomendas e pacotes de presente.

Ah, isso porque não falei dos cartões! Aqui na Irlanda é comum dar cartão - de agradecimento, melhoras, parabéns, enfim, varias ocasiões. O Natal não poderia ser diferente e as lojas de cartões estavam bombando! Só que eles não vendem simples cartões de Natal, ele vendem cartões bem específicos de Natal, tipo "cartão de Natal pra sua mãe", "cartão de Natal pro seu tio", "cartão de Natal pra companheira do seu pai", etc. Gente!






Enfim, a data chegou e fui pra Cork com o R. 

Ao contrário do Brasil, a ceia de Natal mesmo acontece no dia 25 e tem muita, muita, mas muuuuita comida! Sei que isso não é exclusividade da família do R. porque minha chefe já tinha comentado que aqui eles fazem uma mega ceia mesmo, com muita fartura. 

De entrada comemos um tal de volauvent - tipo uma massa folhada recheada com cogumelos e uns temperos. Delícia! De prato principal teve peru com recheio (feito com bread crumbles - farelo de pão - e ervas), batata assada, purê de batata, presunto cozido, brussel sprouts (um mini repolho), cenoura refogada, enfim, tanta coisa que nem lembro mais!



Após o jantar (que acontece em torno das 17h, 18h), comemos sobremesa: teve triffle, sobremesa inglesa que tem gelatina e cremes, merengue e sorvete. Ainda tiver prazer de experimentar o irish coffee - café com whiskey e creme que tem um sabor muito bom, pena que eu não gosto de café nem bebida alcoólica. 



A família toda se presenteou ao longo da noite e eu ganhei vários presentes também - me senti muito querida! No entanto, confesso que foi um pouco estranho passar o Natal longe da família - a gente sempre faz amigo secreto, dá umas risadas e come bem também. Acho que fiquei tranquila com isso porque sabia que veria minha família logo, sabe? 

O dia 26 também é feriado aqui - o Stephen's Day. Geralmente as lojas fazem promoção e tudo volta a funcionar - sim, porque não mencionei, mas no Natal tudo fecha, TUDO! Todas as lojas, posto de gasolina, tudo fecha. Não sei em Dublin, mas acho que deve ser assim também porque eu vi antes que até ônibus não circularia na data. Mas enfim: não fiz nada de mais no dia 26 - apenas mais um jantar com algumas das muitas coisas que sobraram da ceia do dia anterior e voltamos pra Dublin pra recepcionar minha família no aeroporto no dia seguinte.

Ah, uma coisa que esqueci de falar: o amigo do R. curte fotografia e me emprestou a lente 50mm dele pro Natal, então fui a fotógrafa da família - não postarei foto de ninguém além de mim, claro (porque quero preservá-los), mas vai um pouquinho da decoração linda que a S. fez na casa!







Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top