Roma - cheguei chegando!

/

Acordamos antes das 4 da manhã pra poder pegar o vôo às 6:35. Como ainda era madrugada, compensou ir de carro e deixá-lo num estacionamento próximo ao aeroporto: você deixa o carro lá é um ônibus leva as pessoas pro aeroporto. Pelo que lembro, são uns 6 euros a diária, o que valeu a pena pra nós, que dividimos o valor. 

Check-in tranquilo, o vôo atrasou um pouco mas nem vi quando o avião decolou porque dormi logo e dormi o caminho todo. Acordei quando o comandante avisou que estávamos chegando em Roma e avistei o Coliseu de lá de cima. Surreal!

Ao chegar no aeroporto Ciampino tivemos que entrar num ônibus que nos levaria pro terminal correto. O bizarro é que esperamos uns 10 minutos pra todo mundo subir no ônibus pra ele andar praticante 10 segundos até o local. Sim, poderíamos todos ter andado, porque pegar o ônibus? Coisas de Itália.

A fila de controle de passaporte andou rapidinho e já tive que colocar em prática minhas primeiras palavras em italiano - queríamos perguntar onde pegar o ônibus que nos levaria a estação central de trens (Termini). Já havíamos reservado e pago essas passagens (4 euros). Perguntamos, tudo certo, fomos pro ponto dos ônibus da Terravision lá fora. Havia uma pequena fila e demorou meia hora pro ônibus chegar. Tava meio bagunçado, mas não foi nada perto da loucura que foi pegar o ônibus de volta , mas isso eu conto na hora certa... Coisas de Itália.

Em mais ou menos uma hora estávamos na estação Termini, rolou um pequeno trânsito no caminho. A estação é enorme mas relativamente bem sinalizada e logo encontramos o local pra comprar o bilhete de metrô - compramos o bilhete válido pro dia todo que custou 6 euros. 

Descemos na estação seguinte, Cavour, e em menos de 5 minutos estávamos na porta do prédio onde o apartamento que alugamos ficava. O host era muito simpático e o ap muuuuuuito limpo e branquinho. Ele ainda deixou algumas coisas pra gente tomar café da manhã (croissant de chocolate que tinha gosto de panetonne, torrada, geléia, leite, açúcar, chá, suco, café...). Esse negócio de AirbnB tá sendo sucesso! Pagamos 65 euros na diária. 


Rua onde nos hospedamos

Sentamos por uns 10 minutinhos e saímos pra almoçar. O host havia indicado um restaurante ali perto e seguimos a dica, mas infelizmente, não ficamos maravilhados nem nada disso. A comida era ok, mas a gente queria uma comida que nos fizesse dizer "oh my god", sabe? Fizemos o pedido em italiano e inglês, eu pelo menos ainda tava muito nervosa e insegura pra usar meu italiano. O foda é que mesmo usando italiano eles respondem em inglês! Como vou praticar se não dão a chance?!

Dali seguimos pro primeiro passeio: o Coliseu




Ver o Coliseu é tipo ver a torre Eiffel em Paris, você tem que ver logo pra acreditar que tá lá, sabe? 

Ele é enorme, imponente, lindo demais! Tava batendo um sol de fim de tarde que acentuava as cores dos tijolos do Coliseu. A fila pra entrar não tava grande e basicamente é assim: você compra um ingresso que vale pro Coliseu, Foro Romano e Palatino com validade de 2 dias (custa 12 euros). Não ia dar tempo de visitar os 3 no mesmo dia, então resolvemos passear pelo Coliseu com calma e deixar os outros dois pro dia seguinte. 

Ah, mas que lugar sensacional. É um sentimento meio estranho estar num lugar super antigo (tipo mais de dois mil anos), um lugar com tanta história. Eu fiquei imaginando a multidão enlouquecida gritando com as lutas de gladiadores ou os animais selvagens atacando os homens que eram ali jogados sem roupa ou nenhum tipo de armamento. 




Não há muitas informações escritas (apenas alguns painéis) e acho que vale a pena pegar o áudio guia pra entender melhor o funcionamento de lá. Como o R. já tinha ido, ele acabou me explicando muita coisa que eu certamente teria perdido se ele não estivesse comigo!

Uma das coisas que ele me explicou, por exemplo, é que a parte de labirinto que vemos na verdade era subterrânea e funcionava pra eles organizarem os animais e todo o sistema de portas e catapultas que levava tanto os animais quanto os lutadores pro "palco". Uma parte desse palco ainda está lá e dá pra ver ali na foto de cima.

Além disso, existiam entradas distintas ao Coliseu pra poder separar as pessoas que ali entravam - os senadores e pessoas importantes tinham uma entrada exclusiva que lhes dava acesso a seus assentos sem ter que passar perto da multidão, por exemplo. 




Ficamos mais ou menos 1h e meia por lá e como o sol já dava tchau, adaptamos nosso roteiro e seguimos então pros próximos passeios: a Fontana di  Trevi e a Piazza di Spagna!






---

Até aqui, os gastos foram:

Passagem de ida e volta: €100
Acomodação (2 dias): €65
Estacionamento do carro em Dublin (3 dias): €15 (aproximadamente, não lembro e não anotei!)
Café da manhã no aeroporto: €9
Transfer do aeroporto pra estação: €4
Bilhete de metrô: 6
Almoço: €13
Entrada do Coliseu (que também valia pra mais duas atrações): €12,50
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top