João Pessoa [1/2] A chegada e o nascer do sol

/

João Pessoa é capital do estado da Paraíba e tem aproximadamente 800 mil habitantes. É conhecida como "Porta do Sol" já que contém a Ponta do Seixas, ponto mais oriental das Américas e também leva o título de cidade mais verde do Brasil.

Eu já sou meio macaca velha de nordeste, mas como não sossego, quero conhecer todos os estados dessa região do Brasil. Sendo assim, convenci o R. que deveríamos ir pra lá nas nossas férias - e nem precisei convencê-lo muito, na verdade, já que ele ama uma praia e eu tinha certeza que ele ia gostar da Paraíba!

Ajudou o fato de que minha mãe tinha ido uns meses antes e nos deu várias dicas de passeio e hotel. Sendo assim, o planejamento dos nossos três dias por lá foi super tranquilo e seguiu a seguinte rota: saímos da casa da minha vó, interior de Pernambuco, na segunda de manhã. Chegamos em Caruaru, pegamos um carro até Recife. Em Recife, pegamos um ônibus que levou quase três horas pra chegar em Jampa. Não que esse trajeto todo tenha sido fácil e agradável, mas vamos poupar esse post de coisas ruins e ir direto pro que o povo quer?

Ao chegar no hotel largamos nossas coisas, colocamos roupa de banho e corremos pra praia. Como já era umas 4 da tarde, em pouco tempo o sol começaria a se pôr, e ele ficava coberto pelos hotéis na avenida, deixando a praia mais escura bem rápido. Não levamos absolutamente nada pra praia, somente o cartão do quarto e uma toalha e partimos pra água. Ahhhh, que saudade das águas do nordeste!


À noite nos arrumamos e comemos num restaurante super gostosinho que ficava ali perto. Aliás, a localização do hotel era excelente, pois tínhamos farmácia, banco, restaurantes, sorveterias, tudo ao nosso alcance. Fomos dormir cedo porque inventamos de ver o nascer do sol na praia no dia seguinte.

Pois é, nenhum de nós dois gosta de acordar cedo, mas já que estávamos na chuva, não é mesmo? Checamos o horário que o sol nasceria no dia seguinte e colocamos o relógio pra despertar às 4h30. Em poucos minutos estávamos na praia munidos da câmera e de nossa total atenção pra ver esse espetáculo da natureza.








Como ainda era muito cedo e fazia até um friozinho na praia, voltamos pro hotel após o nascer do sol ter completado e descansamos no quarto enquanto não dava hora do café-da-manhã. E assim, comemos cedo pra chegarmos cedo na praia - afinal de contas, eu não queria ficar lá no horário mais crítico com medo do R. queimar demais.

Chegamos na praia cedo e não levamos nada novamente - é que como só estaríamos nós dois, fiquei com medo de levar câmera e celular e deixar tudo na areia enquanto estávamos na água. Pra ser sincera, achei Tambaú muito segura e não vi nada suspeito, mas vai que? Sendo assim, a bolsa podia ser levada, já que só tinha protetor solar, toalhas, etc.

A praia tava uma delícia - e o sol pegando fogo logo cedo! Passamos muito protetor e ficamos um tempinho deitados na área - tava tão gostoso... Depois de um tempo, que julgo ter sido mais ou menos uma hora, fomos pra água - minha parte preferida! Eu não sei nadar, mas amooo ficar na água, é uma sensação tão gostosa, tão relaxante... ainda mais num mar com poucas ondas e bem tranquilo.

Um tempo depois a fome começou a bater, mas ainda ficamos uns minutos na areia quando resolvemos voltar pro hotel (que ficava suuuuper longe da praia - era só atravessar a avenida!) pra tomar banho e ir comer alguma coisa.

Cara, quando saímos do banho que olhei pro R. quase caí pra trás: ele tava completamente queimado. O rosto, o peito, as costas, até o pé... tudo vermelho pegando fogo. Tipo, foi um choque porque ele mesmo nunca tinha se queimado, e olha que ele já foi pra muita praia na Europa. No entanto, acho que o sol perto da linha do Equador deve ser mesmo diferente, não é mesmo? Fiquei super preocupada, e combinamos que dali em diante, ele só sairia na praia de camiseta, pra evitar problemas.

Também passamos na farmácia e compramos uns sprays e pomadas pós-sol que deram uma ajuda super boa! Ufa!

No entanto, o sonho do R. de ficar super bronzeado meio que foi por água abaixo, já que ficamos super cautelosos com o sol depois desse episódio.

Não voltamos à praia nesse dia, mas andamos pela orla, tiramos umas fotos, tomamos sorvete e descansamos bastante, pois o dia seguinte prometia: faríamos um passeio de buggy pelo litoral sul. João Pessoa é mesmo uma cidade maravilhosa!







Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top