Cinemateca #2 - Filmes do Oscar

/

E o Cinemateca desse mês não podia ser de tema diferente: o Oscar!

Quando eu era adolescente adoraaaava assistir o Oscar e conforme fui crescendo e comecei a trabalhar, acompanhava trechos da cerimônia pela internet no dia seguinte. O fato é que, daqui da Irlanda, não dá pra ver o Oscar por causa da diferença de horário, passa muuuuuito tarde. Então eu leio os resumos, vejo uns vídeos no YouTube e fica por isso mesmo. 

A diferença é que esse ano eu havia me proposto ver todos os filmes indicados ao prêmio de Melhor Filme. Não consegui, mas já estou bem satisfeita pois tive a oportunidade de ver quase todos, só faltaram dois!

Esse post contém leves spoilers.


BOYHOOD

Eu tava louca pra ver Boyhood porque adoro o Richard Linklater e sua trilogia "Before sunset/sunrise/midnight". Quando soube da proposta dele de rodar um filme por 12 anos fiquei super curiosa e meses depois, quando o filme saiu, não me decepcionei. O filme é gostoso de ver, trilha sonora bacana, atuações excelentes. E claro, ver os atores infantis crescerem diante dos nossos olhos é uma experiência no mínimo diferente. Eu genuinamente achei que Boyhood ia levar o Oscar! 

AMERICAN SNIPER

Eu já sabia o que esperar desse filme: Americans are heroes, America yeah, etc. E já sabendo o que esperar, foi muito proveitoso sentar pelas mais de duas horas da obra e me deixar levar pela história. O filme traz várias seqüências excelentes de ação que me deixaram na ponta da cadeira e o final é bem satisfatório. Aliás, a sequência final com a tempestade de poeira foi muito eficiente pra causar medo e tensão. 

Nunca imaginei ver o Bradley Cooper num papel dramático - o que gostei bastante. E gente, esse homem ganhou um peso/músculo que fiquei passada!!!!

THE IMITATION GAME

Não teria me interessado em ver esse filme se não fosse pelo R., que tava a fim de conferi-lo porque o filme fala sobre Alan Turing, o cara que praticamente inventou o que conhecemos hoje por computador. A trama gira em torno de Turing trabalhando para o governo inglês a fim de descobrir o segredo pra máquina Enigma, usada pelos alemães na segunda guerra. 

O filme é legal, mas acaba mudando o tema do meio pro final focando na homossexualidade de Turing. Sim, o filme bate numa tecla pertinente mas fugiu do foco mais importante, que era a coisa do computador. 

Não acho que esse filme era Oscar-worthy...

WHIPLASH

Whiplash tem uma trama super batida: aluno versus professor. O cara quer se tornar baterista dessa super banda de jazz e o maestro da banda é daqueles caras mega durões, bully, super grosseiro. 

É o tipo de história que você já viu antes, mas cara, que filme.... Que filmaço! Todos os aspectos do filme são excelentes e o final é extremamente satisfatório, um tipo de catarse mesmo.


BIRDMAN

Eu não sabia muito o que esperar de Birdman. Só sabia que tinha o Michael Keaton e que era dirigido pelo Iñarritú, que eu já conhecia e gostava de verões passados. 

O que posso dizer é que esse filme é bastante curioso. Primeiro porque ele passa a impressão de que não há cortes; é como se fosse um longo single take, sabe? E por isso há também várias elipses: o tempo no filme não é o mesmo tempo de fora - durante o filme se passam horas, dias, e a impressão que temos é que tá tudo acontecendo na sequência. 

As atuações do elenco todo são sensacionais, em especial a do Edward Norton - o personagem é tão babaca e tão idiota, e exatamente por isso ele é sensacional.

Confesso que saí do cinema meio dividida - gostei do que vi, mas fiquei com aquele gosto amargo na boca. Não teria apostado que Birdman ganharia o Oscar, e fiquei surpresa com o resultado. 

-----------------------------------------------------------

Confira as postagens das outras participantes!

Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top