St. Patrick's Cathedral

/

[Esse ano não vai ter post de St. Patrick's Day porque eu não fiz absolumente nada pra comemorar a data - o acúmulo de coisas por aqui, preparações para ir ao Brasil e cansaço acumulado fizeram com que eu e o R. decidíssimos ficar de boa esse ano. Mas como hoje é um dia especial, não quis deixar passar batido no blog e resolvi publicar sobre minha visita à Catedral que leva o nome "do hômi"!]

Eu moro em Dublin há quase dois anos e nunca tinha pisado em nenhuma igreja nessa cidade. Não tenho nenhuma religião e apesar de me interessar um pouco por arquitetura, ver as belíssimas Catedrais de St. Patrick e a Christchurch por fora já estava de muito bom tamanho.

Aí um dia, há meses, vi um voucher no groupon para duas pessoas visitarem a St. Patrick's e lembrei da Taís, que havia comentado em algum post que queria fazer mais coisas em Dublin. Ela aceitou o meu convite na hora e comprei o ingresso, mas por conta de inúmeros compromissos e desencontros, nosso passeio só foi acontecer duas semanas atrás.

Já adianto que todas as fotos de dentro da Catedral (e cemitério) são de minha autoria - a foto de frente da Catedral roubei do Google porque o sol tava nas costas dela e minha foto não saía boa DE JEITO NENHUM, acabei desistindo.


Na entrada entregam um folheto com algumas informações sobre a igreja e as esculturas lá dentro. De imediato a gente já dá de cara com aquele longo corredor e a visão do altar lá na frente - é bonito, mas confesso que fiquei confusa: por fora a St. Patrick's parece muito, muito grandona e por dentro não. Não sei se é ilusão de ótica ou coisa parecida, mas eu achei tudo meio espremidinho.



Aliás, a St. Patrick's é a maior igreja do país. Se eu achei a maior igreja do país pequena, deve ser porque meu conhecimento acerca de igrejas e espaços é tipo, minúsculo, né? RISOS.




Essa catedral teve sua construção finalizada em 1191 (nunca vou me acostumar com essas datas, gente - o Brasil foi descoberto 300 anos depois disso! arrrghhhhh) e tem estilo gótico. Ela já foi visitada por várias pessoas importantes como o Rei James I, Rainha Vitória, etc. Além disso, é lá que o autor de "As viagens de Gulliver", Jonathan Swift, está enterrado. Ele foi, inclusive, Dean (deão) da igreja por muitos anos - eu também não sabia o que era dean e achei aqui.

E porque ela leva o nome do padroeiro da Irlanda?

Bem, aparentemente São Patrício converteu várias pessoas ao Cristianismo ali na vizinhança lááá no século V. Muito tempo depois, especificamente em 1901, por conta de construções próximas à igreja, acabaram descobrindo pedras que possivelmente datam de mais de mil anos atrás, o que seria uma "prova" de que St. Patrick usava o local. Pra ser sincera, nem eu entendi a história direito, mas tá, né? Tá escrito no folheto que recebi lá e só parafraseei.



Por todos os cantos da Catedral há vidros coloridos com imagens, esculturas e outros objetos em exposição. O que me chamou a atenção foi uma tal de porta da reconciliação - a lenda conta que o local deu origem à expressão "chance your arm" (algo como "arriscar") porque o Conde de Kildare, Gerald Mór FitzGerald, fez um buraco na porta e colocou seu braço através dela numa tentativa de trégua na disputa Butler – Fitzgerald contra outro conde, James de Ormond, em 1492. Que doidera!







Enfim, pra quem curte história ou simplesmente visitar igrejas, vai fundo que visitar a St. Patrick não vai fazer mal - só o preço que é salgadinho (6 euros). Do lado de fora, atrás, tem um cemitério bonito quer está fechado pra visita por conta de vandalismo em anos passados.




Agora quero conhecer a outra grande catedral da cidade, a Christchurch, pra poder comparar! Espero a promoção do groupon?

ps.: Vale dizer que o site da St. Patrick's é muito muito bom e completo - tem toda a história da construção dela, detalhes das estátuas e imagens, etc...
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top