Desafio de filmes - Mês 02

/

Atrasada, mas ainda por aqui! A vida ainda não acalmou desde a virada do ano e são tantas coisas pra fazer e resolver que eu e o R. estamos contando os segundos pra irmos pro Brasil logo pra poder recarregar as energias e dar uma desacelerada.

Por conta dessas mudanças por aqui, não tô conseguindo cumprir o desafio que me propus direito e percebi que fui deveras ambiciosa: quatro filmes do mesmo diretor por mês é muita coisa! Resolvi então que se eu conseguir ver um ou dois já está de bom tamanho. Afinal de contas, o que importa é qualidade e não quantidade, né?

Fevereiro era mês do espanhol Almodóvar e eu estava particularmente empolgada porque gosto muito do estilo dele e queria ver os quatro filmes que havia selecionado, mas por falta de oportunidades, só consegui ver dois. Vamos a eles?

- La piel que habito (2011)

Já tinha ouvido excelentes críticas desse filme e por isso tinha altas expectativas. A história foca num cirurgião super famoso que está desenvolvendo uma pele resistente à tudo. Não dá pra revelar muito mais da trama porque existem reviravoltas, mas o que posso dizer é que a sinopse inicial não é nada perto do que o filme apresenta de fato. Depois de uns 40 minutos você já começa a entender pra onde o filme está te levando e cara, que foda! Fiquei na ponta do sofá dali pra frente, chocada e maravilhada com o roteiro.



Pra variar um pouco, foi bom ver o Banderas em espanhol e outra atriz que não seja a musa do diretor, Penélope Cruz, como atriz principal.

Como eu não havia encontrado legendas que encaixassem com o filme, acabei assistindo tudo sem legenda mesmo e fiquei muito satisfeita com o meu nível de espanhol - consegui entender tudo numa boa, sem grandes problemas. Oba!


- Todo sobre mi madre (1999)

Esse é tipo um claáááássico do Almodóvar, aquele filme que todo mundo diz "se você vai ver Almodóvar, que seja esse!". Bem, o filme basicamente gira em torno de uma mulher que perdeu o filho e muda de cidade em busca de respostas - essa minha sinopse tá bem solta e genérica porque não quero spoilear muito, ok?

O filme é composto por praticamente somente personagens femininas, sendo que todas elas, à sua maneira, trazem histórias super poderosas e tocantes. É um filme para mulheres, mas não no sentido filme-de-menina-filme-de-menino da coisa. É uma homenagem do diretor espanhol à todas as mulheres que já passaram por sua vida, sabe?



Um dos elementos que mais curti no filme foi a relação que ele faz com outro clássico do cinema, "All about Eve" - tanto no nome como na relação da atriz famosa com sua fã, foi uma ideia/homenagem  no mínimo curiosa e interessante!

Se você ainda viu esse filme - precisa ver AGORA, JÁ, NESSE INSTANTE!

Não vou dizer que amei "Todo sobre mi madre" de paixão e quero vê-lo correndo novamente - pessoalmente prefiro outros filmes do Almodóvar que vieram depois. Mesmo assim, acho válido como agregador de valor pessoal. E também por ver a Penélope Cruz suuuuuper novinha e inocente! :)

Eu gostaria de ter visto outros filmes dele (e um dia, quem sabe, rever os que mais gostei)... será que uma vida só é suficiente, Braseeel?

----------------

Desafio de filmes 2015

JANEIRO - Woody Allen
FEVEREIRO - Pedro Almodóvar
MARÇO - Ingmar Bergman (socorro, não sei se terei tempo - e coragem!)
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top