Ricky, Bia, Bá.rcelona

/

Sim, o título faz referência ao filme de Woody Allen, "Vicky, Cristina Barcelona" que se passa em....?

A ideia veio meio sem querer. Eu, a Bia e o Rick temos um grupo no whatsapp e quando decidimos viajar juntos pra lá a Bia veio com esse nome. Achei tão bacana que resolvi emprestar pro primeiro post da série "viagem pra Barcelona"!

Quando a Bia comprou passagens pra passar uns dias aqui na Europa no comecinho de janeiro, nós três já pensávamos em viajar juntos - ja tínhamos ido pra Liverpool quando ela ainda morava aqui e foi tão bacana! Barcelona foi um destino que deu certo porque nenhum de nós já tinha ido pra Espanha. As passagens não foram caras e a Ryanair voa pr'um aeroporto que fica super acessível ao centro da cidade.

Voamos no dia 3 de janeiro, um sábado de manhãzinha. R. nos deu carona até o aeroporto e lá fomos nós, com nossas mochilas nas costas e câmeras fotográficas carregadas, ansiosos pra conhecer Barça, essa cidade tão popular e bem falada entre os viajantes. Sério, não conheço NINGUÉM que tenha ido pra lá e não tenha gostado. Como dizem os irlandeses, fair play!


Ao chegar no aeroporto passamos tranquilamente pela imigração e andamos por um corredor que liga o aeroporto à estação de trem (me lembrou Porto Alegre). Compramos o ticket T-10 que dá direito a 10 passagens em qualquer meio de transporte, inclusive esse trem "mais caro" do aeroporto ao centro. Como esse bilhete desconta uma passagem toda vez que você usar, não tem problema dividir o cartão com alguém. Decidimos comprar dois cartões e dividir pra nós 3 pros dias que ficaríamos lá, mas já adianto que eu não acho que economizamos tanto assim não. Acho que um cartão por pessoa é suficiente pra uns 2, 3 na cidade e não fica caro - acaba saindo praticamente 1 euro por viagem!

Já no centro e sem mapa, conseguimos, com os papéis que a Bia havia impresso, achar o hostel. Ficava a umas boas quadras da saída do metrô e toda essa andança por esses quarteirões largos me remeteu à Buenos Aires, quando andei com minha amiga Letícia HORRORES pra chegar no hostel porque o motorista esqueceu de nos avisar de descer do ônibus.

Tirando um pequeno escorregão meu na calçada (tava molhada e cheia de folhetos, escorreguei no folheto e foi muito engraçado!), chegamos sãos e salvos. Fizemos check-in no hostel (e nem fiquei tão envergonhada de tentar usar meu espanhol pobrinho) e partimos pra comer alguma coisa e fazer o walking tour que sairia da Plaça de l'Àngel logo.

O walking tour, como sempre quando a empresa é a Sandeman's, foi maravilhoso. O guia era inglês e além de guia, ator - o entusiasmo dele era sensacional! Até o Rick, que não gosta de walking tours, gostou desse.

Como tudo isso já aconteceu há semanas atrás e não tomei notas mais detalhadas, muita coisa ficou perdida na minha cabeça. Uma pena, porque aprendemos muito sobre a questão da Catalunha ser maior do que a Espanha - explico: Barcelona fica lá em cima, ao leste e é a capital da região chamada de Catalunha que já foi até um país independente. Tipo assim, quem nasce por ali se considera catalão, não espanhol, sabe? A história é looooonga, mas resumidamente:

- Idade Antiga, primeiras povoações do território feita pelos gregos e cartagineses; depois disso, colonização romana da Catalunha (por volta de 218 a.c.);

- Crise no Império Romano no século III - Catalunha abandonada por Roma, e vulnerável, caiu nas mãos dos visigodos;

- Árabes reiniciam a tomada da Península Ibérica e por volta de 711, tomam e se instalam na região da Catalunha; 

- Carolíngios conseguem expulsar os árabes apenas no fim do século e tomam a região de Girona e Barcelona;

- Fim do século IX, França oficializa o território como parte da França - apenas no século seguinte o território se tornou livre da influência carolíngia;

- Conde de Barcelona se junta com a herdeira do trono do Reino de Aragão, as famílias se unem e formam a Cora de Aragão. A expansão da Coroa conquista reinos de Mallorca e Valência;

- Meio do século XIV: desastres naturais e recessão econômica geram tensões sociais e uma crise de sucessão, já que o Rei Martin havia morrido sem deixar herdeiros;

- Devido à crise, as dinastias que controlavam a Coroa de Aragão e o Reino de Castela decidiram se unir com o casamento do Rei Fernando II de Aragão com Isabel I, dando início ao que viria a ser a monarquia espanhola;

- Entre os séculos XVI e XVII a região da Catalunha passou por sua maior crise - guerras e revoltas pela independência. O conflito era basicamente catalões financiados com o militar da França lutando contra o restante da Espanha;

- 1652: o conflito resulta na assinatura do Tratado dos Pirinéus e as autoridades francesas renunciaram o domínio sobre a Catalunha, mas mantiveram o controle sobre a região do Rossilhão, dividindo definitivamente a Catalunha;

- Final do século XIX, nasce o movimento chamado em catalão "Renaixença" - o início das reivindicações do catalanismo político;

- Com a proclamação da II República Espanhola, em 1931, reconheceu-se a Comunidade Autônoma da Catalunha. Ao mesmo tempo, se proclamou unilateralmente a República da Catalunha;

- Depois da derrota dos Republicanos na Guerra Civil Espanhola (1936-1939), a Catalunha perdeu a sua autonomia e sofreu uma importante e pesada repressão cultural e linguística (com a abolição do uso do catalão) por parte do Estado Nacionalista Espanhol;

- 1975: morre o ditador Franco e o fim do franquismo; a Catalunha recupera o direito de usar a sua língua;

- 1978: a Catalunha se torna uma comunidade autônoma espanhola;

- 2014: referendo sobre a Catalunha ser uma país autônomo ou não - mais de 80% da população que votou disse que "sim", mas aparentemente o resto da Espanha vai ignorar esse detalhe e fingir que nada aconteceu. 

Ou seja: em Barcelona você vê bandeiras catalãs por todo lugar, além de ver tudo escrito em espanhol AND catalão, igualzinho aqui na Irlanda com o irlandês e o inglês. Ouvi muita gente falando espanhol na rua, mas quando era um espanhol que eu não conseguia reconhecer muito bem, imagino que tenha sido catalão. Aliás, catalão é uma língua bizarra, com várias semelhanças com o espanhol mas também português, italiano e francês.




Obviamente rolou muito mais coisa nesse primeiro dia em Barcelona, mas como esse texto já ficou enorme e cheio de informações, vou deixar pra contar as outras histórias nos próximos!

Highlight da viagem: pau (de selfie) do Rick - hahaha
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top