Haia, uma belezura holandesa

/

Haia é a terceira maior cidade da Holanda e tem 600 mil habitantes e é praticamente a capital do país. Sim, a capital oficial é Amsterdã, mas todas as câmaras, embaixadas e ministérios ficam em Haia, assim como a Suprema Corte e outros prédios importantes.

E bem, eu nunca tinha ouvido falar de Haia. Quer dizer, tinha visto rapidamente uma menção à cidade no blog Ducs Amsterdam mas não me aprofundei no assunto.

Aí quando estávamos pensando em que lugares poderíamos passear logo a Carol sugeriu a cidade pois seu namorado trabalha por lá e conhece bem o local, além do fato de que vários prédios importantes da Holanda se encontram na cidade. Sendo assim, em menos de meia hora de trem da casa deles chegamos na estação central de Haia.

Em inglês a cidade é chamada The Hague, mas em holandês, Den Haag. Parece que antes em português também havia um artigo definido na frente, mas não mais.... E que surpresa boa conhecer essa cidade - é como se fosse uma Amsterdã light: as mesmas coisas menos o vuco-vuco de turistas e cheiro de maconha no ar.

1 dia em haia den haag



Da estação central saímos andando sem rumo e o namorado da Carol foi explicando algumas coisas pra nós, mas confesso que eu a Carol estávamos batendo taaaanto papo que só fui clicando sem querer saber muito o que era cada coisa.

haia the hague den haag holanda

haia the hague den haag holanda

haia the hague den haag holanda


Passamos por diversas praças e ruas e também alguns museus. Até iríamos entrar no museu Mauritshuis, considerado um dos mais importantes da Holanda. Lembra do Maurício de Nassau, ~governador~ do Brasil holandês no século XVII? Pois é. O prédio do museu é onde Nassau residia e hoje é a sede da Real Galeria de Pinturas de Maurishuits, que tem um grande acervo de arte. Um dos quadros famosos que ficam nesse museu é o "Moça com brinco de pérola", sabe? Pois bem, a gente até queria entrar, mas como já era início de tarde, não queríamos perder a luz do sol dentro de um museu. Seguimos pela cidade e deixamos a visita à esse museu para uma próxima vez.

haia holanda




Paramos para um lanche num lugar recomendadíssimo pela Carol e o Rutger e eles tinham razão: o Walter Benedict é sensacional! Quando chegamos não havia mesa disponível mas um garçom super simpático nos colocou no bar e em poucos minutos ajeitou uma mesa pra nós. Aliás, um parênteses: todo mundo fala um inglês impecável na Holanda, é impressionante!

Comemos um lanche de smoked ribeye com parmesão e truffle mayonaise por pouco menos de €7 e cara.... que negócio delicioso! Valeu cada centavo e as porções são super bem servidas. Recomendo!

De lá andamos mais um pouco até chegarmos no Palácio da Paz, onde fica o Tribunal Internacional de Justiça. Infelizmente não é possível visitá-lo por dentro, mas a vista do lado de fora compensa, o lugar é lindo!





De lá o Rutger teve a ideia de irmos até à praia - sim, era um dia de inverno e fazia muito frio (mais do que na Irlanda com certeza!) mas mesmo assim, topamos. Pegamos um tram e em menos de 15 minutos descemos no píer de Scheveningen. O sol estava se pondo, o que deu um clima todo especial à nossa visita ao local.

Eu nunca fui pros EUA, mas já fiz muitos filmes que se passam por lá e aquele píer me remeteu àqueles americanos, sabe? Muito gracinha! Tiramos fotos e entramos numa estrutura que tava cheia de barraquinhas de artesanato, roupas e outras coisas. Comemos umas batatas-delícia e brincamos um pouco num Funland ali perto (dancei naquela máquina de dança e também jogamos basquete!).

Scheveningen holanda haia

Scheveningen haia holanda
Um dos meus casais preferidos! <3


Foi mais um dia maravilhoso na companhia de amigos maravilhosos. E o dia seguinte ainda reservava Amsterdã...

Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top