Pan ou pen?

/

Me lembro que uma das coisas mais difíceis de ensinar, como professora de inglês, eram as tais long e short vowels. É uma diferença muito sutil de pronúncia que sempre deixa os alunos em dúvida - o tal do sheep ou ship, been ou bean, etc.

Bom, um outro exemplo, e pra mim o mais foda, é a diferença de pronúncia de men e man. Porque no meu ~sotaque americano~, essas palavras soam igual. Quer dizer, eu sei que elas não são iguais, inclusive dá pra ouvir bem nesse vídeo aqui. A transcrição fonética de MAN é /mæn/, enquanto a de MEN é /mɛn/. Só que em outros sotaques a diferença é mais audível - no britânico é bem fácil de perceber, ó: [man] e [men].

Aí que veja você: outro dia tava cozinhando com o R. e disse que precisava de uma panela. Ele olhou pra mim com uma cara de espanto e me questionou o porquê. Ora, e não estávamos cozinhando?!! Segue o diálogo:


- R., I need a pan
Cara de espanto.
- A pen? Why would you need a pen?!
- I need a pan so I can cook the sauce. 
- Ahhhhh, you mean a PAN? Not a pen?!!!
- Yes, a pan.
- What you need is a pan.

Demos umas boas risadas. A palavra pan no inglês americano tem a mesma pronúncia de pen. Só que aqui há uma sutil diferença - que eu não consigo fazer, e que gerou não só esse mal entendido, mas outros dois!


Cara do R. quando me viu pedir a ~caneta/panela~

Estava perguntando pro R. o nome daquela peça que vai em cima da lareira nas casas pra que eu pudesse escrever meu post sobre casas na Irlanda. Ele já tinha me dito há uns dias mas eu não tinha certeza:

- What's the word for the fireplace thing again? Mental something?
- Mantle piece, not mental.
- Yeah, that's what I said: mantle piece! Hahaha

Ouça a pronúncia das palavras clicando nelas. É praticamente igual!!!! 

R. diz que eu faço muito um negócio chamado non sequitur. Eu mudo de assunto do nada, sem aviso nenhum, o que acaba criando umas surpresas durante nossas conversas. Uma dessas gerou a última situação que ilustra o tema desse post, abaixo.

R. tinha uma viagem pros EUA marcada. Ele iria pra Califórnia a trabalho no dia seguinte, mas não estávamos falando disso. Eu queria saber mais sobre como funcionavam os impostos sobre os salários aqui, já que começaria a trabalhar registrada e queria saber quanto eu iria ganhar. A conversa:

- So R., I was reading about taxes in google...
- Texas? Why Texas? I'm going to California, not Texas. 

Aí dei altas risadas e expliquei que tava falando de taxes, impostos. Ele riu e disse que tinha ficado na dúvida, já que geralmente mudo de assunto rapidamente mesmo. 

Resumo da ópera: mesmo estudando e ensinando inglês há tantos anos, sempre há espaços pra pequenos mal-entendidos. Acho mó barato!
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top