Barcelona - um pouquinho de Picasso e um montão de Montjuïc

/

Faz um mês que fui pra Barcelona e até uns dias atrás não havia escrito uma linha sobre essa viagem por motivos de força maior. Se não fossem as minhas anotações que faço quando viajo (coisa rápida de anotar palavras-chave no bloco de notas do celular), não lembrava de mais nada!

No segundo dia lá acordamos cedo (puta que pariu, odeio quarto misto em hostel - homem ronca demais!) tomamos café numa padaria a caminho do mercado Boquería. Achamos o lugar meio sem querer, pedimos em espanhol (acabei comendo lanche errado porque não pedi direito! RISOS) e tomamos um chocolate quente delicioso de queimar a língua - tava super quente!



De lá andamos um bom bocado até a Boquería e quando chegamos lá, o bendito tava fechado. Erro de viajante iniciante não double check os horários de abertura, né? Já que ele ficaria fechado o dia todo - domingo - fomos pro próximo destino: o Museu do Picasso.

Esse museu não estava no nosso roteiro porque ele é caro (14 euros). Masssss o guia do walking tour do dia anterior nos deu a dica de que os museus da cidade são de graça no primeiro domingo do mês. E era o primeiro domingo do mês! Incluímos então o Picasso porque estaríamos salvando um dinheirinho bom.

O Museu do Picasso expõe diversas obras do espanhol Pablo Picasso. Ele foi aberto em 1963 e fica num prédio bem bonitão numa dessas vielinhas em Barcelona.

Única foto que tenho de lá - fotos dentro das salas não são permitidas


Nós fizemos a visita toda, sem correr, em 20 minutos.

Infelizmente acho que falta uma pegada mais pessoal no museu - tem muitas pinturas do Picasso (inclusive suas várias releituras pro Las Meninas do Velázquez) e tal, mas pouco sobre a vida pessoal dele. Fiquei com aquela sensação de quero mais: quem era Picasso? O que o motivava? Como foi sua infância?

De lá, fizemos umas pausas nuns mercadinhos/cafés pra garantir um lanchinho pra mais tarde, quando fizéssemos nosso já planejado pique-nique no parque Montjuïc.

Descendo do metrô dá pra pegar um ônibus que sobe até o parque - não lembro agora o valor, mas decidimos ir a pé. Se você está lendo esse post e pretende ir pra esse parque, PEGUE O ÔNIBUS, NÃO IMPORTA QUANTO CUSTE. Eu fiquei esgotada de subir tudo a pé - o foda é que vai me dando calor, não aguento ficar de blusa e aí tenho que carregar um milhão de coisas - câmera pesada, lente extra, mini tripé, blusa, bolsa, etc....

Paramos pra algumas fotos com a cidade de fundo na subida e depois de um bom tempo, achamos o teleférico.



Eu tinha altas expectativas pra esse passeio porque amei andar de teleférico em Lisboa e achei que valeu muito a pena - não sei se posso dizer o mesmo desse em Barça. Tipo, custou quase 8 euros e durou menos de 5 minutos (somente ida). A vista é demais, mas não sei se recomendaria pelo custo-benefício.



De lá paramos na entrada do Castelo de Montjuïc, compramos ingressos (5 euros) e sentamos pra comer nosso lanchinho!

O Castelo em si não tem nada pra se ver, são somente as ruínas mesmo. É que o Castelo de Montjuic é meio que um símbolo da repressão e das batalhas que ocorreram ao longo da história de Barcelona. A cidade sofreu vários bombardeios a partir do castelo em diversas ocasiões e até como prisão ele foi usado! Hoje são mais as ruínas mesmo...







A vista da cidade é muito legal e tava um dia maravilhoso (céu azul limpinho e sol forte, mas friozinho) - deu pra se divertir bastante tirando fotos. Aliás, demos sorte de pegar uma instalação temporária de uma bola gigante espelhada no pátio principal!




Depois do Castelo começamos a descer o morro à procura do Estádio Olímpico. Demorou, mas chegamos. Não dá pra descer até o gramado e tal, mas só de cima já foi bom - estádio lindão!



Quando terminamos de descer o morro, até pensamos em entrar no Museu da Catalunha mas ele já estava fechado (fecha mais cedo aos domingos, fique atento!). O jeito foi dar uma descansada, tirar umas fotos e terminar o dia mais cedo. Aproveitamos pra comprar postais, uns souvenirs e jantamos cedo, num café que oferecia uma saladona + tortilla + bebida por 10 euros. É muito barato comer em Barcelona! De sobremesa, um churros delícia de barraquinha!



Mais algumas fotos do segundo dia em Barcelona:




Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top