Esse flerte é um flerte fatal

/

No Réveillon na colônia de férias que passei com minha família em Socorro (interior de SP) tinha um fotógrafo. Um fotógrafo muito lindo, não muito alto (importante pra baixinha aqui), cabelo castanho, olhos castanhos, barba por fazer (costumo não gostar, mas nesse caso, tava valendo muito a pena). Ele parecia uma mistura de Joshua Jackson e Jake Gyllenhaal.


joshua jackson jake gyllenhaal
Ok, ok, tô exagerando....
Verifiquei se havia alguma aliança na parada, nada na mão esquerda e nada na mão direita. Oba, sinal verde! Só que como sou tímida e não domino a arte da ~paquera~, me limitei a admirar o rapaz de longe.

No dia seguinte ele apareceu na colônia, mostrando as fotos pra galera e imprimindo-as por 5 reais.

Meu irmão foi buscar o dinheiro e minha mãe foi ao banheiro e o momento que eu mais temia aconteceu: fiquei sozinha com ele. Segue o diálogo:



Eu: Você é daqui? 
Ele: Sim, sou daqui. Tenho um estúdio fotográfico no centro - faço eventos, casamentos, o que tiver........ E aquela Nikon, é sua? (se referindo à minha máquina fotográfica, que eu carregava no dia anterior)

Eu: Sim! Tenho ela há pouco tempo. (mentira)
Ele: É uma Nikon D...?
Eu: (desesperada porque não lembrava a droga do modelo da câmera) É D51.
Ele: Não é D50? (como sou burrinha, fuck)
Eu: Isso! É que ainda to aprendendo a mexer nela. Tive aula de fotografia na faculdade, mas faz tempo e não me lembro direito...
Ele: Sim! Mas você não é daquelas que coloca no automático, né?
Eu: (rindo) Não! (Mentira!)


Aí continuei:

Eu: Mas o grande problema dessa maquina é pedir pra terceiros tirarem foto, porque como ela é grandona, assusta as pessoas.
Ele: Sim, até você explicar pra pessoa como segurar a câmera, a não olhar no visor...
Eu: Exatamente!

Nessa hora, alguém interrompeu pra ver as fotos tiradas na noite do Réveillon. Aí agradeci e dei um aperto de mão no fotógrafo gatinho.

Um aperto de mão.

E assim encerro minha já fracassada carreira de conquistadora, porque olha, não tá fácil. Pra quem sempre namorou por longos períodos, a arte de "chegar junto" continua sendo um grande mistério.
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top