Minha nova companheira

/

(ainda tô no Brasil mas tenho muita coisa pra contar de antes de vir pra cá!)

Pode parecer contradição eu dizer que comprei uma nova bicicleta quando escrevi um post falando sobre os vários problemas que a cidade enfrenta em relação às ciclovias. Inclusive uma amiga até veio comentar comigo que  tava pensando em começar a pedalar, mas que depois do meu post ficou desencorajada.

Mas nããããão, o que eu quis dizer com aquele post é que Dublin tá longe de ser perfeita pros ciclistas. Muito longe, aliás! Mas isso não significa que não dá pra usar a bike como meio de transporte eficiente.

Ainda não seja perfeita, é a melhor opção pra eu, pessoalmente, me locomover por Dublin - ônibus pro meu trabalho não são frequentes e o LUAS é uma longa caminhada (além de longe da escola, me impedindo de ir pro trabalho direto da escola). Dublin Bikes só funciona no centro e portanto está fora de cogitação pra mim. Sendo assim, minha querida bicicleta é o único meio possível pra mim - pelo menos para os trajetos que faço no momento.

Outros posts relacionados:

Eu e ela: um caso de amor

A parte ruim da bicicleta

O melhor da bicicleta


A minha bike era um modelo super bonitinho e tal, mas depois de um tempo pedalando-a, comecei a ter certa dificuldade, além de ouvir de pessoas com muito mais experiência do que eu que ela era extremamente pesada. Quando eu pedalava pra Ballsbridge, no antigo trabalho, nunca senti grandes problemas, mas depois de começar a pedalar lá longe, aí percebi que precisava de algo melhor - até porque além de pedalar quase 20km POR DIA, pelo menos 1/4 do caminho na ida é subida, o que faz pedalar ser ainda mais difícil (sem contar o vento, que está sempre contra mim).

Tá vendo a subida? Não tá fácil!

A minha ideia de comprar uma bike mais leve vem desde o ano passado, mas com tantas coisas acontecendo eu ainda não tinha tido tempo de resolver o assunto - até uns dois meses atrás, quando anunciei a venda dela em dois sites - o Done Deal e o Adverts (além de grupos de brasileiros no Facebook, mas isso não resolveu muito não).

Em uma semana recebi algumas mensagens através de ambos os sites e consegui vendê-la - não foi o preço que eu gostaria de ter vendido, mas pagou um pouco mais de 1/3 do preço da nova. E sim, eu resolvi investir numa bicicleta novinha em folha - pedalo demais pra economizar nisso. Ela não é uma racer (porque as racers custam mil euros! RISOS), mas é bem levinha e apesar de não ter muitas marchas, é ideal para o que eu uso e preciso pra pedalar na cidade. Em todo caso, comprei um cadeado extra pra garantir um pouco mais a segurança da minha magrela!

E sim, também coloquei coisas coloridas nas rodas dela, igual fiz na outra, lembra?
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top