Sobre ser (finalmente?) uma adulta

/

Venho pensando bastante nessa questão de ser adulta, já que daqui a menos de 1 mês completo 27 anos de idade. Nossa, com 27 eu achava que teria minha casa, meu carro, seria casada... sabe essas coisas que a gente fica pensando quando mais novo?

Minha mãe, por exemplo, já tinha saído de casa, mudado de estado, casado, comprado casa e engravidado aos 27. Eu na mesma idade tenho uma história diferente: saí de casa recentemente e não tenho nenhum bem material - todo meu dinheiro foi gasto na minha educação/formação (curso superior, pós-graduação, cursos de língua, etc). A verdade é que eu ainda acho estranho me descrever como 'mulher', já que muitas vezes eu me diria 'menina'.

Só que desde que saí de casa pra viver aqui na Irlanda, a vida fica cada vez mais adulta.

Quer dizer, no Brasil eu também pagava conta, também cozinhava, também cuidava das minhas coisas, mas numa proporção muito menor, já que minha mãe arcava com a maior parte dos custos e das tarefas. Aqui na Irlanda eu tenho que fazer absolutamente tudo pra mim, já que, se eu não o fizer, ninguém vai fazer.


São desde coisas pequenas, como arrumar a cama, até coisas maiores, como pagar aluguel e se organizar financeiramente pras próximas contas e gastos. É conta de luz, internet, coisas pra casa, além de ter que ir ao mercado e cuidar inteiramente da minha alimentação. Porque sim, se eu quiser comer pizza e sorvete todo dia eu posso, mas eu posso mesmo? Ser adulto significa também pensar com mais carinho nessa questão - preciso ter leite, pão, salada, legumes, carne, cereal, etc, etc. Pensamentos do tipo "vou passar no mercado X pra comprar iogurte" e "mercado y pra comprar arroz" são comuns na minha rotina.

Tem também a organização do tempo, já que eu chego tarde do trabalho e tenho poucas horas úteis em casa pra fazer "as minhas coisas" (quando digo "minhas coisas", me refiro a poder ficar de boa na internet, ligar pra família e amigos, assistir seriados, etc). É um tal de "hoje lavo e seco cabelo", "amanhã lavo roupa" e "depois de amanhã passo em lugar tal depois do trabalho" que nunca vi.

Pra adicionar mais carga à rotina, desde que comecei o curso preparatório pro CPE também estou ocupada aos sábados de manhã e tento estudar pelo menos 45min, 1h por dia em casa à noite. Como diz o R., there's only so many hours in the day. O que não deu pra fazer, não deu, né? Tem que ter prioridade e ir se ajeitando aos poucos.

27 anos de idade, morando longe da família e dona do meu próprio nariz. É legal ser independente, mas cansa e assusta de vez em quando!

Não é 100% assim, mas....

ps.: Em tempo, tenho vários posts pra escrever e vários blogs pra comentar (continuo lendo tudo, pessoal, só não tenho comentado....) - bear with me (adoro essa expressão!) que em breve o blog tá cheio de novidades e sendo atualizado com a mesma frequência de sempre.
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top