A construção de Belfast e a construção do Titanic

/

Já vou começar esse post chutando baldes e garantindo: o museu do Titanic é não só um dos mais legais que visitei na Irlanda, mas na vida.

E falo isso com propriedade de quem sabia diálogos do filme de trás pra frente na infância/pré-adolescência.

Siiiiiiim, eu sei que o museu não é sobre o filme de 1998, mas sobre o navio de verdade, que foi construído em Belfast, capital da Irlanda do Norte! Mesmo assim, não tem como não ficar comovido e impressionado com tudo que envolve esse acontecimento.

museu do titanic, belfast, irlanda do norte


Eu já havia estado em Belfast em duas ocasiões: pra ver a exposição do Game of Thrones e pra Color Run. Em nenhuma delas tinha dado tempo de conhecer o museu, situação devidamente corrigida no último feriado, quando fui de carro com o R. pro norte.

Aliás, estar em Belfast é sempre um pouco tenso, porque ainda existem conflitos e de vez em quando bombas são explodidas em alguns pontos da cidade. Conversei muito sobre esse assunto com o R. quando estávamos lá e foi interessante ter a visão de alguém que cresceu inserido nessa cultura. Apesar da República da Irlanda não estar diretamente envolvida com brigas no norte, é impossível se esquivar. Aliás, R. disse que nos anos 90 não se via outra coisa na TV a não ser notícias sobre o conflito na Irlanda do Norte (em inglês, eles falam "the troubles in the North" - parece uma fala saída de um livro do George R.R. Martin, né?).

Basicamente o que acontece é o seguinte: a população protestante quer continuar fazendo parte do Reino Unido enquanto a população católica (minoria), é a favor da independência/integração da província com a República da Irlanda. Desde os anos 60 até 1998, quando assinaram um acordo pra pegar mais leve, rolou muito tiro e morte lá.

Apesar de tudo isso nunca ter sido uma guerra declarada, a violência do conflito chegou a ter tais dimensões. Houve muito desentendimento e terrorismo. Ou vai dizer que você nunca ouviu falar do IRA? (E eu adoro a banda paulistana de mesmo nome, aliás)

O Exército Republicano Irlandês (Irish Republican Army) fazia emboscadas com armas de fogo e vários ataques terroristas e seu alvo era protestantes, políticos unionistas e representantes do governo britânico. O IRA tinha ligações com outros grupos nacionalistas irlandeses e um braço político: o partido nacionalista Sinn Fein ("Nós Próprios"). Ao longo de mais de duas décadas de luta armada, ocorreram mais de 3500 mortes (retirei essas duas últimas frases do Wikipédia).

Existem vários filmes, livros e músicas que abordam o assunto. Inclusive, duas canções particularmente famosas - "Sunday bloody sunday", do U2 e "Zombie" do Cranberries (leia as letras e reflita).

Então assim, estar na Irlanda da Norte é diferente de estar na República.

Mas vamos falar do Titanic, minha gente?

O Titanic foi construído numa época em que Belfast bombava no setor industrial. É que enquanto a Irlanda aqui só vivia de agricultura (os ingleses não trouxeram máquinas e fábricas pra cá, por isso que até hoje o país é muito agricultural - 1 em cada 7 empregos aqui são relacionados à essa área), a Irlanda do Norte fez parte da Revolução Industrial. A principal indústria era a têxtil, mas tinha outras coisas também. Obviamente, como você já deve imaginar, a galera trabalhava muito e ganhava muito pouco, principalmente os grupos "menos favorecidos". Além disso, muitas funções eram extremamente perigosas:

museu do titanic, belfast, irlanda do norte

museu do titanic, belfast, irlanda do norte


A primeira parte do museu do Titanic é somente sobre Belfast e as indústrias, o que achei extremamente válido pra um entendimento da bigger picture, do que era a cidade na época em que havia esse burburinho de empresas e fábricas. Fica fácil entender os motivos pelos quais investiram em construções mais corajosas - tinham o pessoal, a grana, a técnica e as máquinas para tal.

Lembra de um post onde falei sobre a Grande Fome na Irlanda e os navios que levavam os irlandeses pra América? Então, os caras queriam se livrar daquela imagem de navio-caixão e justamente por isso passaram a criar um conceito de navio de luxo...

museu do titanic, belfast, irlanda do norte

museu do titanic, belfast, irlanda do norte


E e aí que o Titanic surge, mas como esse post já ficou grande, vamos deixar o navio (e o filme) pra próxima? :)
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top