Atenas #4 - A biblioteca de Adriano e o Templo de Zeus

/

No nosso último dia em Atenas acordamos tarde e resolvemos pegar muuuito leve. Nosso voo seria às 8 da noite, mas queríamos chegar no aeroporto sem correria, então nos programamos sair do centro de Atenas umas 4h30, já que o trajeto pro aeroporto leva quase uma hora de metrô.

Sendo assim, com as poucas horas que restaram, fomos conhecer duas atrações do nosso Acropolis pass: a Biblioteca de Adriano e o Templo de Zeus. Não foram ideias geniais não, porque acabamos sofrendo demais com a temperatura. Tipo, saímos do hotel quase meio-dia e cara, tava um calor de derreter qualquer um. Sério. Até o R., que ama calor, pediu arrego. Mas pelo menos essas atrações não exigiam hoooras no sol não, então deu pra ver tudo, sentar na sombrinha e tal, principalmente na primeira parada.

A biblioteca de Adriano tem uma estrutura parecida com a do Foro Romano e tem apenas uma entradinha. São várias colunas espalhadas pelo local e ali era o lugar onde os livros - ou papiros - eram guardados. As outras salas seriam tipo salas de leitura e de aula - incrível, né?

biblioteca de adriano em atenas


biblioteca de adriano em atenas

biblioteca de adriano em atenas


No entanto, numa invasão muitos e muitos anos atrás (tipo bem antes de Cristo) a biblioteca foi severamente destruída. E durante o Império Bizantino, três igrejas foram construídas, sendo que alguns dos escombros destas ainda se encontram por lá.

E é isso. Há um painel de informações na entrada, mas fora isso, tudo que aprendemos sobre o local foi por pesquisas na internet e nosso guia de viagem. Não é um lugar onde você vai passar horas explorando, analisando nem nada disso, mas acho válido.

biblioteca de adriano em atenas

biblioteca de adriano em atenas

biblioteca de adriano em atenas

biblioteca de adriano em atenas


De lá pegamos o metrô e fomos em direção ao Templo de Zeus Olímpico.

Esse templo na verdade é ruína de um templo que homenageava o rei dos deuses gregos. E hoje são ruínas porque ao longo dos séculos o local foi atacado, desativado, depredado - o mármore usado nas colunas foi retirado dali para ser usado em outras construções na cidade. Por volta de 1436 só se encontravam 21 das mais de 100 colunas originais. Hoje só restam 15 colunas de pé e uma caída. É uma pena que um lugar dessa grandiosamente tenha sofrido tanto ao longo dos anos - se somente as 15 colunas já dão uma cara incrível e trazem uma energia poderosa àquele lugar, imagina esse lugar em sua grandiosidade original!

templo do zeus olímpico

templo do zeus olímpico

templo do zeus olímpico

templo do zeus olímpico

templo do zeus olímpico


Por ali, logo na entrada, também fica o Arco de Adriano, então são várias oportunidades de fotos e selfies legais bem #turistanagrecia mesmo! hahaha

arco de adriano em atenas


E depois de todos esses passeios, paramos num restaurante com cara de pega turista pertinho da Acrópolis e nos surpreendemos. A comida estava absolutamente deliciosa e o garçom era uma simpatia - sabia inclusive falar português! Esses gregos, viu...


Termina assim nossa viagem pela Grécia. Dias que podem ser resumidos em muitos refrescos pra amenizar o calor, passeio de quadbike, praias de pedrinhas, vlogueira pela primeira vez, amigos, saladas e muita história! Mal posso esperar pela oportunidade de visitar a Grécia mais uma vez nessa vida!
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top