Sudeste asiático: onde? como? por quê?

/

Tudo começou láááá em fevereiro/março de 2017. Eu e R. tínhamos muita vontade de fazer uma viagem grande antes de pensar em casar, comprar uma casa ou fazer qualquer outra coisa assim, grande na vida de um casal. E meu sonho sempre foi conhecer a Austrália, R. também adoraria conhecer e começamos a brincar com a possibilidade de juntar dinheiro por um ano e ir em março de 2018.

Começamos nossas pesquisas e ficamos com alguns roteiros em mente: ir pra Sydney, voar pra Melbourne, fazer isso e aquilo... quantos dias dá? quanto vamos gastar? onde nos hospedaremos? Quanto mais líamos sobre o lugar, mais ficávamos com a sensação de que essa seria uma viagem extremamente cara e que em um ano não conseguiríamos juntar dinheiro pra ir.

A ideia ficou meio adormecida até um dia pensarmos em, ao invés de Austrália, viajar pra Ásia. Na verdade, quando fomos pra Bósnia ficamos super fascinados com ver uma cultura tão diferente da europeia - afinal de contas, a cidade que visitamos lá, Mostar, é super européia e muçulmana ao mesmo tempo. Além disso, eu sigo muitos instagrams de viagem e sempre tem gente viajando pelo mundo todo e por algum motivo, sugeri ao R. de irmos pra Ásia e ficamos muito apaixonados com a ideia dos templos em Myanmar, praias na Tailândia, caos do Vietnã... e aí que resolvemos deixar a Austrália pra lá. Ela continuará lá e um dia ainda vamos conhecer, mas quem sabe quando a situação financeira estiver melhor?

A Ásia seria uma viagem interessante por vários motivos:

Fonte
Fonte


  • Conhecer vários países numa viagem só;
  • Os vôos saindo de Dublin até um hub como Kuala Lumpur ou Singapura não são caros;
  • Uma imersão num continente totalmente diferente e inédito pra nós dois;
  • Uma chance de conhecer novas culturas, gostos, cheiros e sabores;
  • Fazer tudo isso com um orçamento muito mais baixo do que uma viagem pra Austrália, por exemplo.


Pesquisamos por cima quanto se gasta num mochilão com alguns luxos pelo sudeste asiático - afinal, não somos de ficar em resorts de luxo mas também não somos de ficar em muquifos compartilhando quarto com outros 10 viajantes. As buscas nos surpreenderam demais, porque poderíamos viajar muito com um orçamento muito possível - a maioria dos blogs que lemos indicava uns 50 doláres por dia por casal includindo hospedagem. Geralmente quando viajamos pela Europa gastamos uns 60, 70 euros por dia cada um sem contar acomodação, então aí já dá pra ter uma ideia.

Quais países?


A primeira coisa que decidimos seria viajar por quatro semanas, que daria certinho o tempo de férias que temos direito por aqui. No entanto, são tantas tentações de incríveis pra conhecer na Ásia que logo vimos que compensaria pegar mais duas semanas de férias não-remuneradas do trabalho e extender a viagem pra encaixar mais coisas. Afinal de contas, sabemos que dificilmente voltaremos pra esse canto do mundo - não pelo menos tão cedo!

Roteiro #1:

A princípio pensamos em Tailândia, Maynamar, Camboja, Laos e Vietnã. Voaríamos pra Bangcoc na Tailândia, faríamos a volta e voltaríamos pra Dublin saindo de lá.

Uma outra opção seria voar pelo oriente médio (Abu Dabi, Dubai ou até mesmo Qatar) e fazer uma parada pra conhecer un desses países.

Roteiro #2:

Mas aí lendo mais sobre a região e comparando preços de vôos locais, vimos que dava pra incluir algumas paradas por pouco dinheiro a mais. Sendo assim, acrescentamos Singapura, Malásia e Hong Kong na jogada. Ficamos com essa ideia por mais ou menos um mês e começamos a traçar possíveis vôos, decidindo que ir sentido horário seria mais jogo pra nós. Então começaríamos em Singapura, subiríamos pra Kuala Lumpur, Tailândia, Myanmar, Laos, Vietnã, Camboja e por fim voaríamos pra Hong Kong pra poder voltar pra Dublin de lá.

Masss, pesquisa aqui e pesquisa ali, Hong Kong sairia um pouco mais caro e destoaria um pouco do tema da viagem. Claro que queríamos conhecer mais lugares, mas pensamos que de repente poderíamos deixar Hong Kong pra uma próxima viagem pra Ásia que englobasse Japão, outras partes da China e Coréia do Sul também.

Roteiro #3:

Sendo assim, descartamos Hong Kong e resolvemos trocar por algum lugar na Indonésia. Eu também queria conhecer as Filipinas, mas aí já era querer colocar muita coisa num período muito curto e optamos por Bali.

O problema eram os vôos. Tínhamos que voar de Dublin pra três possíveis lugares: Singapura, Kuala Lumpur ou Bangcoc. Então se fôssemos pra Bali, teríamos que descer um pouco e depois subir.

Fora isso, incluir o Myanmar estava encarecendo um pouco as coisas porque os vôos pra lá são um pouco mais caros e o mais viável seria voar de Bangcoc, então seria o único destino que voaríamos de/para Bangcoc, sendo que os outros seriam direto entre si sem passar pela Tailândia. Mas eu não tava resistindo conhecer esse país porque a cada foto que eu olhava, suspirava mais e mais!

Roteiro #4:

A nossa primeira parada seria Singapura, já que seria um Asia for beginners e um destino legal pa começarmos a viagem, mas como estaríamos de jet lag e cansados, colocamos mais um dia lá simplesmente pra não fazer nada e descansar. Só que Singapura é o destino mais caro desa viagem toda e ficar um dia a mais lá só pra descansar já encareceria a viagem, então trocamos a ordem e o roteiro final ficou assim:

Dublin - Kuala Lumpur (Malásia)
Kuala Lumpur - Singapura
Singapura - Phuket (Tailândia)
Phuket - Mandalay (Myanmar) (com parada em Bangcoc, não tinha vôo direto)
Mandalay - Yangon (Myanmar) (de ônibus)
Yangon - Luang Pragabg (Laos)
Luang Prabang - Hanoi (Vietnã)
Hanoi - Ho Chi Min (Vietnã)
Ho Chi Min - Pnom Phem (Camboja) (de ônibus)
Pnom Phem - Siam Rep (Camboja) (de ônibus)
Siam Rep - Hong Kong
Hong Kong - Dublin



No fim das contas, serão 8 países em 6 semanas, o que dá uma média de 5 dias em cada país. É corrido? Sim. Vai dar tempo de aproveitar tudo, vivenciar tudo e experimentar tudo na Ásia? Não. E tudo bem. Nós temos plena consciência de que vai ser corrido, que vamos ficar cansados e saturados, mas não tem como fugir de querer devorar o pote todo. Como já comentei, não sabemos quando teremos a oportunidade de ir pra Ásia novamente e desculpa, mas não quero ficar 3 semanas panguando em praias quando posso ver tanta coisa nova e diferente.

Compramos um guia da Lonely Planet pra nos auxiliar na viagem e simbora!
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top