O prédio mais alto da América Latina e o Palácio em Santiago | Chile #9

/

Acordamos tarde após termos ido dormir igualmente tarde na noite anterior. Tomamos café e pegamos o metrô para chegar no Sky Costanera, o prédio mais alto da América Latina. Vou evitar ser repetitiva e contar o que quase deu muito errado pra gente lá - e caso você não tenha visto, a história tá nesse post aqui.

O Sky Costanera é parte de um complexo que engloba o maior shopping da América Latina, dois hotéis e escritórios. São 300 metros de altura (fora 6 andares abaixo do nível do chão) e estima-se que aproximadamente 240 mil pessoas passem por ali diariamente!

O mirante - e a grande atração desse prédio, pelo menos pra turistas - fica entre o 61º e 62º andares. São dois tipos de plataforma de observação: no andar 61, é tudo coberto do vidro e no andar 62, a céu aberto. Em ambos os andares é possível ter uma visão 360º graus de Santiago e ver vários prédios famosos, diversos bairros, outros prédios gigantes, etc.

sky costanera, santiago


sky costanera, santiago


O ingresso é comprado no subsolo e custa 15 mil pesos chilenos (na conversão de Fevereiro 2018, R$ 81). Sim, eu acho o ingresso extremamente caro e no fim das contas, não sei se vale tão a pena assim. Quer dizer, a atração em si é super legal, tudo muito limpinho, organizado, várias informações sobre os prédios na cidade, mas por muito menos você consegue subir no Cerro San Cristobal, por exemplo, e ter uma visão tão legal quanto. Então fica a critério da pessoa, né?

Após passarmos boa parte de uma hora por ali, pegamos o elevador e descemos no 8º andar, se não me engano, Lá fica a praça de alimentação e aproveitamos pra almoçar antes de seguir pra nossa próxima parada: uma visitinha ao Palacio de la Moneda.

O Palácio nada mais é do que a sede da Presidência da República do Chile, além de também abrigar alguns ministérios. A construção do local começou em 1784 e em 1805, o local abriu. A produção de moedas no país se deu ali no palácio entre 1814 e 1929 - não à toa ele leva esse nome, né?

palacio de la moneda, santiago

palacio de la moneda, santiago

palacio de la moneda, santiago


Durante o Golpe Militar nos anos 70, a força aérea chilena bombardeou o lugar a pedido do exército. Sua reconstrução teve início nos anos 80, apesar de ser possível ainda ver algumas marcas de balas no prédio. Uma curiosidade é que um bunker foi construído durante esse período de reforma para providenciar uma escapatória segura para o General Pinochet em caso de ataque.

Atualmente é possível fazer um tour guiado grátis dentro do Palácio, o que infelizmente não pudemos fazer. Na verdade, assim como comentei nesse post aqui, ainda em agosto de 2017 eu fiz as reservas no site, escolhi o tour (as opções são em inglês ou espanhol), horário e tudo. Mas, quando chegamos no Chile recebi um email dizendo que infelizmente nosso tour do dia 1/01/18 teria que ser adiado pro dia 2. Uma pena, porque iríamos embora justamente no dia 2 pela manhã! :(

Acredito que um tour do Palácio seja super interessante, não só pela parte do prédio ter sido usado como local para a produção de moedas na época da coroa espanhola, mas principalmente pela história mais recente do Chile, deposição do presidente Allende, ditadura, etc. Bem, fica pra próxima! Se um dia eu voltar à Santiago, certamente farei questão de visitar o local novamente.

palacio de la moneda, santiago

palacio de la moneda, santiago



palacio de la moneda, santiago




De um dos lados do palácio há uma linda praça com uma estátua do Allende, muitas bandeiras do país, árvores floridas, banquinhos, uma graça mesmo. Tiramos algumas fotos por ali e nossos dias por Santiago se encerravam - nosso vôo de volta pra São Paulo saia bem cedo no dia seguinte. Aliás, pra ir pro aeroporto pegamos um uber e foi meio bizarro, porque o carro do cara era minúsculo e ele tinha uma cadeirinha de bebê dentro, mas como tínhamos malas, a cadeirinha não caberia no porta-mala. O cara ficou bravíssimo, resmungou, mas como tínhamos que ir pro aeroporto, me ofereci de segurar a cadeirinha no meu colo - afinal de contas, o aeroporto não é longe mesmo, então seria no máximo uns 20 minutos. Mesmo assim o cara achou ruim, mas nos levou, rs.


Aqui terminam os posts pelo Chile - um país tão estreitinho mas tão cheio de paisagens diversas, atrações, história, natureza... um lugar que eu com certeza gostaria de explorar mais. Ainda tô pensando se faço um post sobre como fazer a mala pro Atacama, o que cêis acham? Me conta aqui nos comentários!
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top