Bósnia e Herzegovina #2 - Imigração na fronteira e Medjugorje

/

A Bósnia e Herzegovina é um país remanescente da antiga Iugoslávia, fazendo fronteira com a Croácia, Sérvia e Montenegro cuja capital é a famosa Sarajevo - duvido você ter crescido nos anos 90 sem ter ouvido falar dessa cidade.

Aliás, uma pausa. Eu pessoalmente, não só cresci nos anos 90 mas também cresci com a trilha dos cds de rock do meu pai tocando alto no fim de semana. Então a Bósnia sempre me remeteu à belíssima Miss Sarajevo do U2. Essa música veio a partir de um documentário de Bill Carter sobre um concurso de beleza que aconteceu enquanto a guerra tava rolando. O diretor desse comentário foi pra Sarajevo no inverno de 1993 oferecer ajuda humanitária e se viu no meio do conflito, ficando lá por seis meses sobrevivendo de comida de bebê ou qualquer coisa que ele achasse. Aí ele sugeriu que Bono fizesse fizesse um outro documentário sobre a Bósnia e Bono aceitou. Ele não só ajudou a produzir, como também custeou um doc sobre um movimento de resistência à guerra no país. 

E a música é linda, ainda mais com a participação emocionante do Pavarotti no final. É de chorar mesmo! Então essa história toda ficou na minha cabeça o tempo todo e eu queria muito, MUITO ter ido pra Sarajevo também, mas como a capital fica bem longe de Mostar, que era o nosso destino principal por lá, vai ficar pra uma outra vez.


A Bósnia e Herzegovina é dividida em duas regiões: Bósnia, região de florestas e montanhas e Herzegovina, na parte meridional, cheia de montes rochosos e onde pratica-se a agricultura. E tipo, uma das coisas mais interessantes sobre o país é que metade da população segue o cristianismo (de acordo com a Wikipédia, 35% a Igreja Ortodoxa Sérvia e 15% o catolicismo) e 46% é muçulmana. Então você já consegue pensar no caldeirão cultural que isso gera, certo? Dessa mistura toda eu falarei mais no post sobre Mostar.

Mas esse post era mais pra falar sobre as fronteiras que cruzamos e nossa visita à cidade de Medjugorje, então vamos lá:

Fronteira entre Bósnia e Croácia


A verdade é que se você estiver na Croácia e quiser descer pra Dubrovnik, terá obrigatoriamente que cruzar a fronteira, já que o território bósnio "invade" a geografia croata, sabe? Não há problema nenhum desde que você tenha os documentos certinhos, mas acho que é muito hit and miss também. Porque assim, da primeira vez que cruzamos a fronteira vindo de Split e indo pra Kravica, paramos o carro na guarita do oficial e ele só olhou os passaportes, mas não pediu documentos do carro nem carimbou nada.

Quando cruzamos da Bósnia de volta pra Croácia tivemos que parar mais uma vez, e dessa vez tive o passaporte carimbado de saída do país, apesar de não ter tido o mesmo carimbado na entrada. No fim das contas, acabamos cruzando a fronteira mais duas vezes, já que pertinho de Dubrovnik existe essa divisão dos países, mas o tempo que você fica na Bósnia em si é muito pouco e nessa última parada foi que olharam os documentos do carro.




A empresa onde alugamos o carro providenciou os documentos que precisávamos já que havíamos avisado que queríamos ir pra Bósnia, mas como nada é de graça nessa vida, tem que pagar a mais! Não é muito, mas tem que pagar.

Fora isso, não pegamos fila nenhuma vez e confesso que estava um pouco apreensiva de ficar na fila da imigração no meio da estrada, pois havia lido em alguns blogs sobre isso.

Medjugorje, uma cidade de fé


O R. tem um amigo que havia visitado essa cidade e recomendou demais. Na verdade, o motivo pelo qual ele tinha ido pra lá foi porque essa cidade é conhecida pois dizem que Nossa Senhora fez uma aparição por lá. Mas ele sabe que não somos católicos (nem nada religiosos) e recomendou justamente umas ruínas e uns campos super bonitos pra visitarmos. E como essa cidade ficava entre as catartas de Kravica e Mostar, não tinha porquê não parar por uma horinha ali.

Porém, não anotamos direito as dicas achando que chegando na cidade seria fácil achar esses lugares bonitos, mas não foi bem assim. Medjugorje tava bombando de turistas e peregrinos e até pedimos informações no centro turístico, mas tudo ali é voltado pra turismo religioso e ficamos um pouco decepcionados.

Medjugorje bosnia


Medjugorje

Medjugorje

Medjugorje


Apesar dessas aparições não terem sido confirmadas pela Igreja Católica, os fiéis continuam visitando a cidade e lotando as praças e lojas. Sim, lojas. nunca vi tanta loja vendendo artigo religioso junto: correntinhas, cartões-postais com imagens de santos e santas, velas, etc, etc, etc. Incrível!

No fim das contas, aproveitamos o calorão que fazia e tomamos um sorvete de uma gelateria italiana (não só a Croácia, mas a Bósnia pelo jeito também é chegada num sorvetinho da Itália) - inclusive fizemos o pedido em italiano mesmo, já que o cara não falava inglês. Qual a probabilidade de pedir um sorvete em italiano nos confins da Bósnia? :)

Medjugorje


A Bósnia e Herzegovina ainda nos reservava a cidade de Mostar, a grande estrela do nosso dia por lá, então essa fica pro próximo e último post sobre essa viagem!
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top