O piercing e os quase 30

/

Onde já se viu uma mulher beirando os 30 querer inventar de fazer piercing? Pois é. Na verdade, eu tive uma fase que quis experimentar com essas coisas e fiz três piercings: um no tragus direito, um na cartilagem esquerda e um no nariz.

O do tragus chegou a ficar inchado no começo, mas nuuuunca deu problema, cicatrizou numa boa. O da orelha também ficou bem ok por um bom tempo, mas acho que pelo fato deu dormir daquele lado da orelha com frequência, ele ficava irritado e começou a inchar - resolvi tirar.

O do nariz é um capítulo à parte, eu insisti até o fim mas não deu certo. Ele inchou, inflamou, uó. Troquei a jóia, cuidei, mas nada resolveu. Tirei também e tô feliz assim.

No entanto, eu queria muito ter mais piercings na orelha, principalmente porque sou alérgica à brincos, então é uma forma de ter algo decorativo na cara sem ter problema, sabe? Massss, como me furar de novo com esse histórico meio fracassado?! O meu piercing no tragus já tem uns bons 4 anos ou mais e está super ok - pensei: bem, e se eu furar do outro lado?

Numa rápida pesquisa pelo Google achei alguns estúdios que pareceram muito bons aqui em Dublin, mas optei pelo Wildcat pela localização. Me comuniquei por email com dois estúdios (incluindo esse) que foram super solícitos ao responderem minhas dúvidas, me passaram preços, etc.

E lá vai a Bárbara furar a orelha.


Foto do estúdio retirada do site do shopping Stephen's Green


Como eles não recomendam furar com uma jóia circular, eu tive que furar com um stud mesmo, uma peça reta, igual ao que tinha do lado direito. Só que eu não queria ter dois lados iguais e por isso troquei o stud do lado direito por um circular barbell.




A moça que me atendeu foi super fofa e sério, a picadinha pra furar é muito rápida, uma dor super suportável. Entre as recomendações que me deram, basicamente limpar o piercing duas vezes por dia com uma solução salina. Só. Nada daquele terrorismo que já ouvi em diferentes estúdios de tatuagem/piercing no Brasil (tomar anti-inflamatório, passar Diprogenta, não comer carne de porco ou chocolate, etc).

Fiquei me sentindo uma adolescente de 13 anos, mas e daí? O que importa é ser feliz!

Já se passaram uns 5 meses e o piercing cicatrizou super bem. Já durmo tranquilo do lado esquerdo e não fico paranoica em bater a mão na orelha sem querer. Nas últimas semanas inclusive já consigo usar o fone de ouvido do lado esquerdo também, então só alegria. O piercing mais fácil de se fazer e de cuidar! :)



Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top