Rotterdam, a 2ª maior da Holanda

/


No mesmo dia em que visitamos o Keukenhof, parque das tulipas, passamos uma tarde na charmosinha e querida Rotterdam. Quer dizer, antes de seguir de Keukenhof pra lá paramos na estrada para um lanchinho rápido e tipicamente holandês: o kroket!

Gente, o que dizer desse salgado que conheço há pouco tempo mas que já considero pacas? Ainda mais servido num pão gostosinho?


De lá seguimos pra Rotterdam - uns 45min, 1 h de estrada mais ou menos.

Ao chegar lá, já vi que Rotterdam tinha cara de cidade "normal", nada muito diferente do que eu já tenha visto por esse lado do oceano e até mesmo em São Paulo. Alguns prédios altos, ruas e avenidas mais largas, nada de especial.

Até estacionarmos e irmos pro Markthal.

O Markthal é um mercadão super moderno e novo (foi inaugurado em 2014!) que vende diversos tipos de comida on-the-go e que também conta com alguns restaurantes. Eu fiquei booooba só de entrar no lugar porque o teto dele é todo pintado com ilustrações coloridas e belíssimas!




Andamos por todos os corredores e deixei a vida me levar: experimentei várias comidinhas e doces incríveis! Holanda, por que tanta coisa gostosa assim? Comi sanduíche de peixe cru com cebola (o cara prepara na hora na sua frente, é muito legal!), stroopwafel, doughnuts, enfim, uma infinidade de coisas! Se eu tivesse como despachar a mala na volta (já que voando de Ryanair e Aer Lingus somente com uma mala de mão não dá pra trazer certas coisas), teria comprado vários itens pra trazer de volta pra Dublin.








De lá seguimos pro Hotel Nova York, considerado patrimônio nacional desde o ano 2000 e que servia de sede para a Holland America Line, empresa que fazia o trajeto Holanda-Estados Unidos de navio desde 1873.

Aí ali perto mesmo fizemos uma paradinha no SS Rotterdam, um hotel-navio que antes era conhecido como "A grande dama", já que funcionava como navio de cruzeiros e que foi construído e desenhado pelos mais finos artesãos holandeses. Além do hotel, no deck do navio há um bar super legalzinho!




Ao fim do dia fomos pra casa da Carol e do R. e no caminho pegamos um take-away de comida do Suriname. Pois é, os holandeses aparentemente curtem comida de lá, já que há muitos imigrantes do Suriname na Holanda (Holanda colonizou o país, que, guess what, faz fronteira com o Brasil - nem eu lembrava disso). A comida é super temperadinha e até um pouco picante, uma delícia! Rimos, conversamos, a Carol me ensinou a usar o snapchat, toquei um pouco do piano que o R. tem na sala, enfim, foi uma noite maravilhosa da qual nunca esquecerei! Aliás, o dia todo!


O namorado da Carol fez um videozinho super bacana e lindo desse nosso primeiro dia na Holanda e no vídeo dá pra ver mais do parque das tulipas e também de Rotterdam - e um ps.: essa é a primeira aparição oficial do meu R. por aqui! Uhu! :)


Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top