Piercing no nariz é coisa de adolescente

/

Ou assim eu pensava até uns meses atrás. 

Pra quem já leu meu post sobre a minha primeira tatuagem, viu que mudei meu conceito sobre muitas coisas recentemente, entra elas, esse lance de marcar o corpo. 

Depois que fiz meu piercing no tragus e na orelha, me aquietei. Só que depois que você faz esse tipo de coisa, fica muito mais atento pra ela, e parece que pra cada lugar que eu olhava via alguém com um piercing. E comecei a achar lindo as meninas com piercing de argolinha. 

Só que eu trabalho na Cultura, uma escola bem chata e "tradicional", que não permite "esse tipo de coisa", já que isso pode ser mal exemplo pros alunos (prefiro nem falar o que acho disso). Então piercing no nariz nem pensar!

Mas uma amiga lá no trabalho fez, ficou linda e ninguém falou nada. Opa, então posso fazer também. Só que a argolinha seria "rebeldia" demais, então procurei um de bolinha, mas sem ser grande e sem ter brilho - achei que ficaria too much. 


Não foi fácil achar o que eu queria, mas um dia passeando pela Galeria do Rock, achei um estúdio que tinha o piercing do jeitinho que eu queria. Escolhi fazê-lo do lado esquerdo porque tenho uma pinta do lado direito do rosto, achei que assim ficaria melhor equilibrado. 

Pra furar doeu pra caramba, viu? Doeu tanto que uma lágrima escorreu. Mas não sangrou, não inchou, nada disso. Só doeu. 

O primeiro mês foi tranquilo, cuidando diariamente, spray, Protex, aquela coisa toda. Só que é meio inevitável você não bater a mão nele quando tá lavando o rosto ou coisas assim. De qualquer forma, nada aconteceu até eu pegar uma gripe - e com gripe vem o nariz escorrendo, espirros, etc etc. 


Formou-se uma bolinha enorrrrme em cima do piercing. Muito grande. Mas tive fé que passaria quando a gripe passasse, o que não ocorreu. Passei Diprogenta, uma pomadinha que já tinha me salvado numa outra ocasião, mas dessa vez, nada. 

Passaram-se dias, semanas, dois meses, e nada de melhorar. Fui no dermatologista: se ele tivesse uma solução, bom. Se mandasse tirar, eu tiraria sabendo que estava fazendo a coisa certa. 





O dermatologista me deu uma pomada de colágeno, que ajudaria aquela bolinha (que segundo ele não era inflação, mas um excesso de pele) a diminuir e sumir. Só que nem a pomadinha que ele me deu ajudou. Esperei mais algumas semanas. Nada. 

Aí que pensei: já era. Já estou com esse piercing há 4 meses e há 3 ele tá assim (em alguns dias a bolinha parecia menor, em outros, horrível), vou tirar isso e acabar com essa história. 

Mas aí pesquisa no Google aqui, pergunta ali, percebi que aquela bolinha não ía sumir sozinha. E o que eu fiz? Estourei a maldita! Sei que isso foi arriscado, eu poderia ter ferrado com tudo, mas não! Quando estourei, saiu um pouco de sangue mas passei um spray que o Google me ajudou a encontrar (Rifocina). Ele deixava a região bem amarela, como se fosse merthiolate, então eu só passava à noite. 

E depois de alguns dias, voilà! Piercing lindo, sem bolinhas, inflamação, absolutamente nada!



Ps: tive que fazer esse processo de "remover a bolinha a força" uma segunda vez, alguns dias depois da primeira vez. Agora já faz quase 2 meses e nenhum sinal dela voltar. Então meu conselho é: pesquisar, cuidar e confiar nos seus instintos!

Ps2: ainda quero colocar a argolinha, mas vou deixar isso mais pra frente....


ATUALIZAÇÃO (DEZEMBRO/2014): Eu tirei o meu piercing há mais ou menos uns 4 meses. Simplesmente não aguentei mais mantê-lo - a tal da bolinha voltou diversas vezes e tentei todos os métodos possíveis pra que ela sumisse (tea tree oil, sal marinho, pomadas, tudo!) e nada resolveu. Um dia, do nada, uma bola enorme apareceu ao lado do piercing. Achei que era demais, já tinha dado o que tinha de dar. Aceitei que não nasci pra piercing no nariz e tirei o bichinho - confesso que estou muito mais feliz desde então!
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top