Bangkok: yay or nay?

/


Banguecoque, ou Bangkok, é a capital da Tailândia com pouco mais de 8 milhões de pessoas. É uma cidade bem com cara de cidade mesmo: me assustei com a similaridade da capital tailandesa com a minha cidade natal, São Paulo.

A verdade é que Bangkok é uma dessas cidades, na minha opinião, que não tem muitos atrativos pros turistas: diante de tanto lugar histórico e praias paradisíacas na Tailândia, a cidade deixa um pouco a desejar. Nós acabamos ficando bastante tempo por lá porque queríamos justamente recarregar as energias, descansar um pouco - estaríamos vindo do Myanmar (com três cidades visitadas em uma semana) e sabíamos que ficar uns dias paradinhos seria bom pro andamento da viagem.

Tínhamos uma lista de alguns lugares pra visitar em Bangkok, e honestamente em um ou dois dias você consegue ''ver'' a cidade numa boa. Eu sempre fico meio assim com esse negócio de X dias em X cidade porque não é bem assim. ''Ah, mas você só ficou 3 dias em Paris?'' sim, só fiquei três dias porque foi o que deu e tudo bem. Então você pode tanto ficar 3 dias, 3 semanas ou 3 meses num lugar, mas o tempo que vê ficará depende muito do tempo que vê tem disponível, ué. Massss se eu estivesse dando a dica pra algum amigx indo pra Tailândia, eu diria: fique na capital uns dois diazinhos e siga viagem.




Bangkok, a cidade


Eu esperava uma coisa muito mais precária e bagunçada, mas Bangkok é uma cidade absolutamente normal, tirando as motos, claro! Como em todo lugar no sudeste asiático, as motos reinam nas rodovias e ruas, e tem que tomar muito cuidado ao atravessar, mesmo no farol verde para o pedestre.

É bem fácil achar restaurantes, lojas tipo 7-Eleven e shoppings por lá. Aliás, a gente deu muita sorte de ficar hospedado perto de um shopping chamado Terminal 21, que foi essencial na economia de grana porque lá fica uma praça de alimentação barrete recomendada pelo Lonely Planet e que fez a gente economizar muitos bahts.

Aliás, a cultura do shopping por lá me pareceu muito com a cultura do shopping paulistana!




Bom, em termos de atrações, nos basicamente fizemos três coisas: visitamos a Chinatown, fomos ver o Palácio Real e visitamos dois templos próximos ao Palácio e a tal da Kao San Road. Felizmente há muitas opções de transporte por Bangkok e nós andamos tanto de metrô como de Uber/Grab e foi super sossegado e barato.

Palácio Real


O Grand Palace é na verdade um complexo de prédios, considerado a residência oficial dos reis da Tailândia desde 1782. Todos esses prédios, espaços e jardins foram meio que sendo construídos organicamente ao longo dos anos e por causa disso os estilos são tão ecléticos e diferentes entre si.

Um dos prédios que mais atrai gente pra visitar esse lugar é o templo do Buda de Esmeralda, e na verdade, é uma estátua tão pequenininha que mal dá pra acreditar naquela multidão de gente indo ver aquilo. Mas claro, tem todo um contexto espiritual e religioso que is beyond me, já que não tenho religião.

A entrada custa 500 bahts - em torno de 50 reais -  e não pode entrar com ombros e joelho de fora. Ponto final. Até o R. teve que comprar um calca mequetrefe lá pra poder entrar.






Vi um casal fazendo aquela foto CLICHEZAÇA do cara segurando a mão da menina... affff



Outros templos


De lá, fomos pro templo Wat Pho, que tem um Buda deitado enorme. Não esperávamos um negócio tão grande e confesso que até levamos um susto! Tem uns dois pontos ao longo do templo que são melhores pra tirar foto e a galera faz uma fila, achei justo e não demorou quase nada, mas o calor lá dentro é de matar!

Andamos bastante por esse complexo de templos e tiramos muitas fotos. Aproveitamos que não estávamos muito cansados ainda e nem com fome, já que aquele calor tira o apetite de qualquer um.











Por fim, andamos até uma espécie de ''porto'' improvisado onde pagamos bem baratinho pra pegar um barco e atravessar o rio pro outro lado, onde há o tempo Wat Arun. Esse foi um dos mais lindos que vimos na viagem inteira, e com o sol começando a se pôr, a luz ficou absolutamente maravilhosa!







A rua famosa que aparece no filme "A praia"


A Kao San Road é famosa por ter todo tipo de restaurante/bar, gente vendendo aquelas comidas estranhas tipo escorpião no palito, prostitutas, massagem a céu aberto, etc. Eu imaginava que Bangkok inteira seria assim, e na verdade essa loucura toda se restringe bem a essa rua mesmo. Achei tudo bem pra turista, não vimos nada autêntico, cultural ou verdadeiramente tailandês. Só uma desculpa pros gringos beberem com pouco dinheiro e terem fácil acesso a sexo.




No fim das contas, Bangkok não me impressionou e eu honestamente não acho que voltaria pra lá. A impressão era de que os tailandeses já estavam saturados de tanto turismo explorativo no país deles, sabe? Então não acho me senti bem recebida e na verdade, não fiquei tão uau com os templos lá depois de ter conhecido Myanmar. Acho que se tivesse ido pra Bangkok antes de tudo teria tido uma outra percepção, mas ok, é tudo experiência!

No próximo post vou contar de um bate-e-volta que fizemos saindo da capital pra um lugar histórico e que foi bem mais o nosso estilo!
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top