A nossa casa

/

Num post umas semanas atrás eu comentei que tinha uma grande novidade na minha vida, mas ainda não tinha contado pro mundo porque não estava 100% concluído, e nessa altura da vida eu prefiro guardar as coisas um pouco pra mim antes de sair divulgando, sabe?

Pois bem. Eu e R. já estávamos pensando em ter nossa casa própria há alguns anos. Na verdade, mesmo tirando a pressão que recebíamos de familiares de "quando vamos comprar", a gente queria sair do aluguel. O negócio é que os aluguéis em Dublin não param de subir, e já estávamos com aquela vontade de ter o nosso próprio canto no mundo, de criar raízes. Tanto eu como o R. queríamos ficar em Dublin e sabíamos que era uma questão de tempo até de fato termos nosso próprio imóvel.

Várias simulações financeiras mostram que pelo menos pra cidade onde moramos, compensa mais pagar um financiamento, que aqui é chamado de mortgage (hipoteca) do que continuar pagando aluguel. Estávamos morando numa casa pequena em Dublin 7, com dois quartos (sendo um deles bem pequeno) pagando 1400 euros por mês de aluguel, o que pra região, é bem pouco. A gente de vez em quando dava uma olhada no Daft e ficava bobo com os preços de alugueis pra casas iguais à nossa. A dona da casa onde morávamos era super bacana e nos quase três anos que moramos naquele endereço, não aumentou o preço do aluguel.






Bom, não que ela não tenha subido o preço por bondade de seu coração, mas também porque a região onde morávamos era considerada uma rent pressure zone, então os senhorios não podiam aumentar o aluguel mais do que 4% ao ano. E no nosso caso, ela nunca quis aumentar, então ótimo!

Mas a verdade é que a casa já estava muito pequena pra nós. Além da falta de espaço, estávamos extremamente incomodados com o fato de tudo na casa não ser nosso, do nosso gosto. Porque por aqui, quando você aluga uma casa, aluga ela com tudo dentro: sofá, estantes, copos, pratos... e essas coisas, quando se chega na fase da vida em que chegamos, incomodam. Queríamos o sofá do nossos sonhos, as tigelas dos nossos sonhos, o banheiro dos sonhos... Claro, sem contar o fato de que fazendo as contas de quanto pagamos de aluguel pra dona daquela coisa, dava até tristeza.

Não acho que dinheiro de aluguel é jogar dinheiro fora, porque porra, você tá pagando pra ter um teto, ter onde morar. Mas convenhamos que em alguns casos, ter o seu próprio imóvel compensa mais a longo prazo. Não tínhamos planos de comprar uma casa pra depois vendê-la, que é o que muito gente fez aqui na época do Tigre Celta. A gente queria uma casa pra chamar de nossa, chamar de lar. Uma casa pra morarmos o quanto tempo quiséssemos - pra sempre? Quem sabe...

O processo de comprar um imóvel aqui (e acredito que em qualquer lugar) é bem chato e burocrático, principalmente porque no nosso caso - e no caso da maioria das pessoas - não tínhamos a grana toda pra pagar a vista. Afinal de contas, quem é que tem 300, 400 mil euros pra pagar numa casa? É aí que entra a hipoteca, o que é basicamente um empréstimo do banco pra que você possa realizar esse sonho.

Nossos planos pra 2018 eram:

... vamos fazer essa viagem pra Ásia antes de nos metermos nesse compromisso de empréstimo com o banco. Quando chegarmos, vamos começar a pesquisar sobre o processo de compra, de empréstimo, de juros, de tudo. Vamos começar a fazer uma lista de lugares onde gostaríamos/poderíamos morar. Vamos começar a procurar e visitar imóveis. Vamos pedir o empréstimo e continuar procurando. Talvez não encontraremos nada. Em 2019 continuamos procurando e com sorte, não precisaremos renovar o contrato de aluguel que vence no primeiro semestre do ano.

Mas as coisas nem sempre saem como planejado, e nosso caso, tudo aconteceu muito mais rápido! Começamos o processo em maio, e em novembro já tava praticamente tudo finalizado. Em dezembro/2018, recebemos as chaves! Foi muito rápido mesmo, porque conhecemos outras pessoas que compraram casa no mesmo condomínio que levaram mais de ano pra conseguir se mudar. Então tivemos muita sorte, além de contar com a ajuda de uma mortgage broker, que ajudou muito no processo também.

Vou fazer um post explicando mais ou menos o processo, mas queria muito deixar registrado aqui no blog essa conquista maravilhosa. Temos uma casa pra chamar de nossa!


Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top