O que anda acontecendo?

/

Queridos e queridas leitorxs desse blog... (e nisso incluo minha mãe, minhas amigas e ocasionalmente o R.), tudo bem por aí?

Faz tempo que eu não sento aqui pra contar nada novo porque a verdade é os posts dos últimos meses foram escritos logo que cheguei da Ásia na metade de abril (holy fuck, abril!). Então apesar deu ter falado de um ou outro show que aconteceu após esse período, não conto nada de novo há muito tempo por aqui.

E sem cobranças, claro, porque o blog pra mim é um hobby, e eu escrevo aqui porque gosto. Um dia já tive visões e vontades de que o Barbaridades fosse conhecido, lido, divulgado, mas acho que os 30 anos me trouxeram uma outra visão acerca da Bárbara que eu coloco na internet. Então sim, o blog não morrerá porque eu amo ter esse registro da minha vida (e gosto muito da interação que rola, quando rola), mas não sigo divulgando posts a não ser ocasionalmente na página do blog e no meu instagram.


Aliás, falando em instagram, eu fiquei umas boas semanas sumida de lá sem postar fotos ou stories porque tô bem de saco cheio do instagram. As mesmas poses, a mesma luz, a mesma edição, as mesmas legendas... e me dei conta de que eu mesma tava caindo nessa armadilha patética de querer ter fotos de determinada maneira postadas em determinada sequência. What the fuck? Isso não tem nada a ver comigo!

Eu curto muito a plataforma e as possibilidades que ela traz - amo o stories, ainda assisto muita gente por lá, mas me resguardei um pouco nos últimos tempos porque recebi uns comentários que na minha opinião, passaram um pouco do limite. Na verdade isso vem acontecendo há meses, mas tá, fui deixando passar. Esses dias eu andava meio raivosa e inspirada pela Jami postei umas coisas no estilo "roleta do unfollow" com várias coisas nas quais acredito/sou, tipo "sou feminista, sou de esquerda, sou ateia, não gosto da Disney, odeio Carnaval", etc. Se meu número de "seguidores" caiu ou não, pouco me importa. Só quero perto de mim - ainda que virtualmente - gente que se identifica comigo de alguma maneira ou me respeita pelo que sou.

Há duas semanas comecei um trabalho novo - well, se você estava por aqui no ano passado, se lembrará que eu assumi um cargo de school principal numa das filiais de verão da escola onde trabalho e foi punk, pauleira e pedrada. Mas sobrevivi, e não só sobrevivi como topei fazer essa loucura comigo mesma por mais um ano. Entre junho, julho e agosto, serão 8 semanas nessa função cheia de responsabilidades e já posso adiantar que sim, tá sendo bem menos estressante do que no ano passado mas ainda assim extremamente cansativo - física e mentalmente. Chego em casa absolutamente morta todo dia!



Outra coisa que me deixou raivosíssima nos últimos meses é uma porra de uma alergia no meu rosto que não melhora. Já falei com médico online, já fui em dermato (hoje inclusive pela segunda vez), já fiz exame de sangue, já fiz teste de alergia e nada. É uma coceira desgraçada no meu rosto, principalmente nas pálpebras e embaixo dos olhos... mas começou no pescoço, desenvolveu pra uma secura do cão ao redor dos lábios... realmente não sei. Tô com um ódio tão grande do sistema médico e dos médicos na Irlanda que quero fazer um post somente sobre isso, esse post ainda vem! Mas só pra você ter uma ideia, já gastei, por cima, uns 500 euros nessa brincadeira de médico e remédio que não dá resultado.


Por fim, vocês tem acompanhado a Copa? Eu amo Copa do Mundo e tenho visto todos os jogos que posso, além de ir comentando e retuitando memes no twitter, é um combo perfeito! (@barbaridades___ por lá). E meu, a primeira metade do ano já se foi... tá passando muito rápidoooo.
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top