Verona entre amigos

/

A Itália é um país super interessante geograficamente e culturalmente falando, e eu tenho muita vontade de sair explorando mais do país em formato de bota - principalmente pra praticar o meu italiano, que tá indo bem, obrigada!

Mas a verdade é que apesar de querer voltar à outras cidades italianas, ainda não bateu aquela vontade de separar uns dias de férias pra isso, porque tem tantos países novos que ainda quero conhecer... sei que não é uma competição muito menos corrida contra o tempo, mas a vida é curta, e se eu tenho a chance de ir pra um país novo, eu vou!

No entanto, a oportunidade de conhecer Verona foi totalmente irrecusável por motivos de: amiga linda morando lá! A Amanda, que morava na Alemanha (e encontrei em Munique) se mudou recentemente pra Itália pra ficar de vez. Além disso, ela ganhou bebê ano retrasado e nós não tínhamos conseguido visitá-las até então. A última vez que nos vimos foi em junho de 2017, na Bélgica, quando ela tava grávida da pequena O.




Então eu e R., juntamente com nossos amigos Carol e Rudy, conseguimos coordenar uma visita à Verona pra passar um tempo de qualidade entre amigos. Não foi tão fácil porque os vôos pra Verona são muito muito caros, então tivemos que pensar em outras possibilidades saindo de dois destinos diferentes - Dublin pra nós e Amsterdã pra eles.

No fim, conseguimos boas passagens mas tivemos que fazer um super bem bolado: eu e R. chegaríamos no aeroporto de Linate e eles por Malpensa (ambos em Milão). Como iríamos alugar um carro pra chegar em Verona, a Carol e o namorado pegaram o carro em Malpensa assim que chegaram e foram nos buscar em Linate, que ficava já no caminho pra Verona! De Linate pra lá são uns 150km, e a ida foi super tranquila.

Chegamos em Verona, e foi maravilhoso sermos recebidos pela Amanda, seu marido e sua filha fofa! Infelizmente, o clima em Verona estava suuuper chuvoso, e realmente não parou de chover NEM UM SEGUNDO no fim-de-semana inteiro. E não era chuvinha fina não, era chuva de precisar de guarda-chuva e até mesmo uma capa. Apesar dessa questão climática, aproveitamos demais porque o motivo principal de ter ido à Verona foi visitar amigos, e até mesmo por causa da chuva acabamos passando muito tempo juntos seja em casa ou em restaurantes!

No primeiro dia só fomos dar uma voltinha no centro e vimos o Castelvecchio de Verona, um castelo construído lá pelos idos de 1300 e que nos anos 1950 passou por uma reforma pra virar museu. Também vimos (de fora) a Arena de Verona, uma construção que me lembrou muito o Coliseu em Roma. Da próxima vez, quero entrar!








No dia seguinte, tentamos sair na rua apesar da chuva. Vimos mais um pouco do centro, comemos maravilhosamente bem (nada melhor do que estar numa cidade com gente que mora lá!), batemos papo até dizer chega, e também demos uma passadinha rápida na famosa Casa da Julieta. Não preciso nem dizer que mesmo em baixa temporada (fim de outubro), numa dia friozinho e extremamente chuvoso, o local estava absolutamente lotado de gente!






Como tínhamos planejado ficar lá três dias, na segunda-feira a chuva deu uma pequena trégua e andamos até o rio Adige, de onde pudemos ter uma vista simplesmente maravilhosa da cidade - uma verdadeira pintura! Nesse dia almoçamos num restaurante super simples porém com uma comida maravilhosa, e nós que estávamos visitando não parávamos de agradecer a Amanda e o M. pela hospitalidade e ótimas escolhas de restaurantes!







Voltamos pra casa pra pegar as malas e entramos no carro pra ir direto pra Malpensa, já que tanto o vôo da Carol como o nosso sairia de lá, o mesmo aeroporto. Masss como nem tudo são flores, a volta foi um dos episódios mais tensos da minha vida. Depois de mais ou menos uns 45 minutos de estrada, começou a chover de novo. Mas começou a chover muito, de modo que o céu escureceu de um jeito digno de filme de terror. Chovia tanto, que os carros tiveram que reduzir a velocidade drasticamente, e sinceramente, não dava pra ver NADA. O Rudy estava dirigindo, e imagino o quão tenso ele deveria estar, porque eu tava com o cu na mão e a Carol ficou com muito medo, muito nervosa. Gente, parecia que ia acontecer um acidente a qualquer momento.

Foram uns bons 30 minutos nessa tensão, e a chuva lentamente começou a cessar e o céu a clarear de novo. Pegamos muito trânsito também, principalmente nos pedágios, e nessa altura, já estava achando que íamos perder os vôos. No fim, o Rudy deixou a gente no terminal primeiro porque nosso vôo era uma hora antes do deles enquanto eles foram devolver o carro. Eu e R. corremos pelo aeroporto e por sorte não tinha fila na segurança nem imigração, e quando chegamos no portão de embarque, surpresa: vôo atrasado por causa da chuva!

Fui pesquisar pra saber se o vôo da Carol também tava atrasado, me sentiria muita culpada se eles perdessem o vôo por estarem devolvendo o carro e o vôo deles também atrasou. No fim, todo mundo chegou no portão de embarque a tempo e conseguimos embarcar naquela noite mesmo, ufa!

Verona é uma cidade lindíssima que me lembrou Roma o tempo todo. A arquitetura, as ruas estreitas, é tudo muito muito medieval e lindo, e com certeza voltaremos outras vezes à essa lindeza de cidade pra mais aventuras - e quem sabe numa próxima não rola um bate-e-volta até Veneza?


No encontro do ano passado, Amanda estava grávida. Este ano, Carol!!!






Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top