Paris, o retorno

/

Paris foi a minha primeira viagem ao lado do R. como namorados, há pouco mais de cinco anos atrás. Ainda me lembro como se fosse ontem da gente pensando num lugar pra passar o feriado juntos, e de como Paris seria romântico e interessante, já que nenhum dos dois havia conhecido a capital francesa até então.

Nós gostamos de Paris na ocasião, mas nesses últimos cinco anos e meio, viajamos muito, muito juntos, e Paris acabou ficando pro "final" da nossa lista de lugares pra voltar. Até brincávamos que voltaríamos daqui a muitos anos pra reviver aquela primeira viagem, mas seria uma coisa mais longínqua mesmo.

Até que minha cantora preferida, Laura Pausini, anunciou sua turnê 2018. Eu, como sempre, não deixo de prestigiá-la e vê-la ao vivo, porque é sempre maravilhoso demais. Mas o show que eu queria ver mesmo era em Roma, e ficaria caríssimo ir pra Itália em pleno verão. Então no fim, a única data em que poderíamos viajar sem precisar pegar nenhum dia de folga seria Paris - coincidentemente, praticamente cinco anos após nossa primeira viagem pra lá!



Destino ou coincidência, o fato é que seria uma boa pedida voltar à cidade-luz pra curtir a cidade sem aqueles "compromissos" de querer ver os pontos turísticos todos... além disso, eu tinha muita vontade de fazer um ensaio de fotos com a Mirelle, do instagram @13anosdepois. As fotos dela são lindas e eu achei que o momento pedia - na verdade, qualquer momento pede fotos lindas, né? Então casou direitinho, e consegui convencer o R. e marcar o ensaio com ela com muitos meses de antecedência.

Nem preciso dizer que gostamos muito mais de Paris dessa vez. Primeiro porque não voamos de Ryanair e consequentemente não fomos parar naquele aeroporto uó que o Beauvais é. Achamos passagens super hiper baratas pela Transavia saindo num sábado de manhã, porém num horário decente, e voltando domingo à noitinha. Foi perfeito! Não precisamos acordar muito cedo e chegando em Paris, o aeroporto de Orly tá praticamente na cara do gol. Além disso, hoje temos 3G da operadora do seu país funcionando na Europa inteira, então tinha google maps e não sei mais o quê que ajuda muito em viagens, coisa que não tínhamos em 2013.

Chegando em Paris, pegamos o ônibus do aeroporto e descemos na avenida Champs de Elysee. Da outra vez só tínhamos passado rapidamente por lá à noite e não tinha dado pra ver bem. Viemos descendo a avenida toda, e a cidade tava num clima outonal PERFEITO. Paramos num restaurantezinho escondido e a comida tava maravilhosa.

Ficamos empolgados, porque na nossa primeira vez lá não comemos muito bem!







Depois seguimos pro Louvre, mas não para entrar no museu - até porque nem tínhamos tanto tempo assim. Nós queríamos voltar pra "refazer" uma foto que tiramos lá em 2013 e eu gosto tanto! A luz não era a mesma e a pessoa que tirou a foto pra gente não tirou exatamente no ângulo que eu queria, mas valeu demais a tentativa!



Continuamos passeando, comemos crepe, andamos por um parque aleatório, foi muito muito bom... já no fim do dia, cansados de andar o dia todo, seguimos em direção ao hotel, que era mais afastado, pra nos prepararmos pro show. O hotel era longe porém era a poucos minutos do local do show a pé, o que é sempre a melhor decisão nesse tipo de rolê.

No dia seguinte, nós acordamos cedo pra encontrar a Mirelle (postarei as fotos num outro post) e quando era lá pro meio-dia, já tínhamos acabado as fotos. Como nosso vôo só saia de Orly umas 6 da tarde, passamos mais um tempo caminhando pela cidade e andamos muito pela Île de la Cité e suas ruas charmosas. Também demos uma volta pelo Jardim de Luxemburgo meio sem querer, já que ele tava no caminho de onde deveríamos pegar o ônibus de volta pro aeroporto.









E assim, foi tão leve, tão gostoso, tão tranquilo... que nos apaixonamos por Paris novamente, aliás, muito mais do que na última vez. Essa cidade é a queridinha de muita gente e e fácil entender o porquê. Não tem como esquecer o charme parisiense, e curtimos tanto a experiência que... quem sabe não fazemos essa viagem à cidade-luz uma tradição e vamos a cada cinco anos?
Web Analytics

@blog_barbaridades

Back to Top